Cross das Amendoeiras mantém tradição

0
2895

Com um orçamento bem inferior e, consequentemente, um lote reduzido de atletas de top, o Cross das Amendoeiras em Flor terá este domingo a sua 41ª edição, algo “tapada”, em termos de divulgação, pela realização, este fim-de-semana, do Nacional de Clubes de pista coberta, embora possa ser vista via internet, no site da Associação de Atletismo do Algarve.

A prova masculina (às 12.40 h) terá no jovem (22 anos) marroquino Soufiane el Bakkali a principal figura, tanto mais que os dois quenianos que estarão presentes não parecem em grande condição: Daniel Kipchirchir Komen, de 33 anos, teve o ponto alto da carreira há vários anos e tem competido muito pouco ultimamente, e Benard Ngeno tem um palmarés bem modesto. Já El Bakkali tem brilhado nos 3000 m obstáculos: vice-campeão mundial em 2017, 4º nos Jogos Olímpicos de 2016. Em termos nacionais, a principal figura é Rui Pedro Silva, que tem estado em bom plano. Estarão também no Algarve, entre outros, José Moreira, Hélder Santos, Tiago Costa, Ricardo Ribas e Hermano Ferreira.

A prova feminina (às 12 horas) contará com duas quenianas de segundo plano: Emily Jepkoech e Mercyline Jerono. De tal forma que Salomé Rocha, vencedora há dois anos (quando a prova foi Campeonato Nacional), pode perfeitamente repetir o triunfo, tanto mais que a concorrência nacional fica distante, tendo em Doroteia Peixoto o segundo nome mais sonante.

Deixar Resposta