Cuidados a ter com as unhas dos pés

0
623

As unhas dos pés devem ser um dos principais cuidados a ter pelos corredores de todos os níveis, dos profissionais aos populares. Parece simples, mas é comum serem deixadas em segundo plano por muitos deles. Em contrapartida, outros tantos corredores sentiram na pele problemas com as mesmas durante uma competição.

É comum apresentarem bolhas, descolamento de unhas, calos, frieiras, unhas encravadas, rachas e unhas negras. Tudo isso porque, além de sofrerem um grande impacto, essas regiões ficam húmidas e muitas vezes mais escuras, transformando-se no ambiente ideal para a proliferação de fungos. Sendo verdade que todos esses problemas nas unhas e nos pés têm tratamento, é possível prevenir a maioria deles.

Os calos, por exemplo, são causados quando a distribuição do peso do corpo nos pés não acontece de maneira uniforme. O corpo reage então, produzindo um aumento da camada superficial da pele. Para prevenir este problema, o corredor precisa de escolher sapatos  apropriados para a modalidade. Se possível, deve fazer o teste da passada para ver qual é o mais indicado para os seus pés. Palmilhas específicas e protetores de silicone também ajudam na prevenção. Quando o problema já está instalado, é possível tratar com tratamentos indolores que trazem um alívio imediato para os pés dos pacientes.

Outro problema comum é o aparecimento de frieiras, causadas por fungos que se alojam entre os dedos: Neste caso, a melhor prevenção é usar meias de algodão que absorvem melhor o suor, tirar o sapato assim que acabar o exercício e fazer a higiene constante deles e dos pés, além de secar com uma toalha entre os dedos.

Alimentos ricos em vitamina C (laranja, pimentão amarelo, goiaba, morango, limão, tangerina, etc) e vitamina E como vegetais de folhas verdes escuras, nozes, sementes, ajudam a mantê-las fortes evitando que fiquem quebradiças.

Há quatro problemas muito comuns nas unhas e nos pés dos corredores. Conheça a solução ideal para cada um deles:

unhas negrasUnhas negras – As unhas negras são causadas quando os sapatos estão apertados ou quando o exercício é feito numa descida, o que acaba pressionando os dedos. Quando isso acontece, protetores de silicone e sapatos mais confortáveis podem evitar o problema.

 

unha encravadaUnhas encravadas – Já para as unhas encravadas, a prevenção mais eficiente é o corte correto, além de sapatos adequados. A unha precisa de estar reta e sempre bem aparada para não quebrar. Se o corredor já tem uma pré-disposição para o problema, o ideal é que o corte seja feito sempre por um profissional. Quando encravam, as unhas causam dor e muito desconforto. Neste caso, o tratamento deve ser feito por um podólogo para não agravar ainda mais o problema. A unha deve ser desencravada e o local totalmente higienizado. Existem ainda, tratamentos a laser, que diminuem a dor e aceleram a cicatrização. A aplicação de ligaduras é outro tratamento muito eficiente.

unhas-bolhasBolhas – As bolhas também são vilãs para quem gosta de praticar exercício físico. Elas são devidas ao atrito excessivo. Para prevenir, há que referir novamente a qualidade dos sapatos. Meias macias e sem costura ajudam bastante na prevenção. Mas se as bolhas já se formaram, deve-se evitar correr até que elas sequem. É possível fazer o tratamento com um profissional para agilizar a recuperação. Neste caso, é feita a limpeza do local, a remoção da pele morta e o curativo.

unhas-rachadurasRachas – Por fim, outro problema relativamente comum em quem corre, são as rachas nos calcanhares, causadas pelo atrito da pele. Para prevenir e tratar, é importante fazer a hidratação diária dos pés após a higienização. O ideal é fazer isso pela manhã e à noite, antes de dormir. E, apesar de parecer uma boa solução, o uso de lixas só piora o problema, já que deixa a pele mais fina, podendo até magoá-la.

 

 

 

Deixar Resposta