Duas medalhas de ouro para Semenya devido a suspensão de Mariya Savinova

0
1659

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) confirmou esta semana a suspensão da russa Mariya Savinova pelo uso de substâncias dopantes. A atleta tinha recorrido da decisão do tribunal, que no ano passado lhe retirou os títulos obtidos nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e no Mundial de Daegu 2011. Com esta decisão, a sul-africana Caster Semenya, medalha de prata nas duas ocasiões, tem direito às medalhas de ouro e torna-se bicampeã olímpica e tricampeã mundial da prova.

Pela decisão do TAS, os resultados de Savinova entre Julho de 2010 e Agosto de 2013 foram anulados. A atleta, de 32 anos, irá ainda enfrentar uma suspensão de quatro anos, a partir de Agosto de 2015. Ela foi mais uma das apanhadas no escândalo de doping da Rússia.

Campeã olímpica dos 800 m nos Jogos do Rio de Janeiro 2016, Semenya é assim a primeira mulher a vencer dois ouros olímpicos na prova. Em relação ao resultado de Londres 2012, além do título ir para Semenya, a russa Ekaterina Poistogova, que tinha ficado com o bronze, fica com a prata. A queniana Pamela Jelimo, então quarta colocada, passa a terceira.

 

 

Deixar Resposta