Duplantis e a nova geração de talentos que vão estar em Tóquio

0
463

O novo recorde mundial do sueco Armand Duplantis no salto com vara confirma o destaque de jovens estrelas como Noah Lyles, Jakob Ingebrigtsen e Yaroslava Mahuchikh

O novo recorde mundial de Armand Duplantis que aos 20 anos voou mais alto que Renaud Lavillenie (6,16) e Sergey Bubka (6,15) põe em destaque a nova geração de atletas que irá estar presente nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Eis algumas dessas estrelas que já se têm destacado nos últimos anos:

Armand Duplantis

Nasceu nos Estados Unidos, em Lafayette, mas compete pela Suécia, país da sua mãe, uma antiga heptatleta que se casou com Greg, também ele especialista na vara. Instalaram uma pequena caixa e um colchão em casa e deram a Duplantis a primeira vara aos três anos. Aos 20 anos, é o melhor do mundo e atualmente, o mais rápido de todos os varistas, detendo um recorde pessoal de 10,57 s aos 100 m (+2,1 m/s) em 2018. “E provavelmente o mais rápido da história da vara”, disse Phillippe d’Encausse, treinador de Renaud Lavillenie (11,04 s aos 100 m (+0,6 m/s).

Noah Lyles

Noah LylesSucessor natural de Usain Bolt mas não gosta de ser comparado com o jamaicano. Nascido em Gainesvile, na Flórida, Lyles tem 22 anos e já venceu a Liga Diamante nos 100 e 200 metros, distância onde foi ouro mundial em Doha com 19,50 s. Mais rápidos que ele, apenas Michael Johnson (19,32), Yohan Blake (19,26) e Usain Bolt (19,19).

Yaroslava Mahuchikh

A ucraniana Yaroslava Mahuchikh tem apenas 18 anos e já saltou 2,04 m, a cinco centímetros do recorde mundial de Kostadinova. Detém por agora a melhor marca mundial em sub-20 e é uma série ameaça à hegemonia da russa Mariya Lasitskene. Este inverno, Yaroslava já saltou 2,02 m.

Jakob Ingebrigtsen

Jakob IngebrigtsenNorueguês de 19 anos, Jakob tem 3.31,06 aos 1.500 metros. O seu pai e treinador, Gjert, submetia-o a duras sessões de treino com dez anos de idade. Foi campeão europeu dos 1.500 e 5.000 m em 2018 e em 2019, enfrentou a armada africana no Mundial de Doha. Treina com os seus irmãos Henrik e Filip.

 

Sydney McLaughlin

De New Jersey, Sydney Mclaughlin, tem 20 anos e detentora de 52,23 s nos 400 m barreiras, que seria recorde mundial se Dalilah Muhammad, novoiorquina de 30 anos, não o tivesse batido em 2019 com 52,16.

Yulimar Rojas

yulimar-rojasA venezuelana Yulimar Rojas, de 24 anos e 1,93 m de altura, é uma das grandes candidatas a bater o recorde mundial do triplo salto, na posse da romena Kravets com 15,50 m. Yulimar é campeã mundial e já saltou 15,41 e 15,37 em 2019. Treina em Guadalajara com o cubano Ivan Pedroso (e também Nelson Évora). Já definiu o seu grande objetivo desportivo: “Quero ser a primeira mulher a saltar mais de 16 metros”.

Chris Coleman

Nascido em Atlanta, faltou a três testes antidoping em 2019. Foi absolvido e aos 23 anos, deve limpar a sua imagem e dar continuidade aos resultados já obtidos. Muito explosivo a sair dos tacos, já fez 6,34 s aos 60 metros. Na final do Mundial de Doha, venceu em 9,76 s e passou a ser o sexto mais rápido da história, depois de Gatlin. Powell, Gay, Blake e Bolt.

Deixar Resposta