Duplantis salta 6,07 m em Lausanne em grande duelo com Sam Kendricks (6,02 m)

0
156

Lausanne recebeu ontem na Praça da Europa o seu tradicional meeting da Liga Diamante mas este ano, apenas limitado à prova do salto com vara.

Perante cerca de mil espetadores (sem distanciamento físico e alguns sem máscara), nove homens e nove mulheres estiveram em competição. Para dar agilidade aos concursos, havia duas zonas de competição em simultâneo, homologadas pela World Athletics. Tal, fez com que não houvesse tempos mortos durante mais de duas horas.

Em masculinos, Armand Duplantis e Sam Kendricks disputaram o triunfo salto a salto até aos 6,02 m, ambos ao primeiro ensaio. Aos 6,07 m, Kendricks falhou as três tentativas e Duplantis passou à primeira. Acabou assim por bater o recorde da Liga Diamante e obter a sua melhor marca pessoal ao ar livre.

Já era de noite quando o sueco mandou pôr a fasquia a 6,15 m, a três centímetros da marca feita em Fevereiro em pista coberta. Seria ainda mais um centímetro que a melhor marca ao ar livre obtida por Serguei Bubka.

Duplantis só fez um salto, ficando a meio da fasquia. Já não fez os outros dois, pois as condições de visibilidade não eram as melhores e não quis correr o risco de uma lesão.

Em femininos, a luta pelo triunfo também prendeu os espetadores. Venceu a sueca Angelica Bengtsson, a única a superar 4,72 m. Tentou depois 4,84 mas não conseguiu. A segunda foi a britânica Holly Bradshaw e a terceira, a suíça Angelica Mosser, a quarta, a sueca Michaela Meijer, todas com 4,64 m.

Deixar Resposta