Equipa feminina forte candidata ao pódio na Taça da Europa de 10000 m

0
766

Portugal apresentará uma forte formação feminina na Taça da Europa de 10000 m, que este sábado se volta a realizar em Londres, integrada no Night of the 10000 m PBs. Finalmente foi possível juntar as cinco melhores especialistas nacionais (Sara Moreira, Dulce Félix, Jéssica Augusto, Salomé Rocha e Catarina Ribeiro (por ordem de recordes pessoais) e ainda Susana Godinho para formar uma seleção capaz de lutar pelo pódio coletivo, que Portugal já liderou 10 vezes, das quais sete entre 1997 e 2003 e, depois, em 2005, 2009, 2010 e 2014. Há dois anos, Portugal foi segundo. Embora naturalmente aquém do seu melhor, as atletas nacionais deverão conseguir um bom conjunto de classificações numa prova que terá como favorita individual, a campeã europeia (e vencedora da edição de 2018, com 31.33,03), a israelita (nascida no Quénia…) Lonah Chemtai Salpeter. Resta saber se estará completamente recuperada da recente Maratona de Praga, que ela ganhou com 2.19.45. Outra candidata é a britânica Eilish McColgan. Sara Moreira, já três vezes vencedora, é a atleta com melhor palmarés. Estão inscritas 65 atletas.

No setor masculino, Portugal apresentará apenas dois atletas (não formará equipa), os melhores nacionais no recente Troféu Ibérico: António Pedro Rocha (13º nessa prova) e Daniel Gregório (14º). Estarão presentes, entre os 69 atletas inscritos, os três primeiros do ano passado, numa corrida na qual os sete primeiros baixaram dos 28 minutos: o alemão Richard Ringer (27.36,52), o francês Morhad Amdouni (27.36,80) e o italiano Yemaneberhan Crippa (27.44,21).

Deixar Resposta