Equipas madeirenses são as mais “distribuídas” no apuramento do Nacional de Clubes

4
323

O (bem curto – 4 fins-de-semana…) calendário nacional de 2020 começa este sábado com a realização da fase de apuramento do Nacional de Clubes, este ano distribuída por nada menos de sete locais e com a possibilidade de os atletas poderem optar pela pista que fique mais próximo da residência e não por aquela onde atua a sua equipa. Medida que se pode admitir neste fase mas manifestamente incompreensível na fase final, na qual (outra triste novidade) as equipas das I e II Divisões (não haverá III Divisão) não se defrontarão todas diretamente, como seria lógico. Desta “liberdade” de escolha das pistas resulta um dado curioso: as equipas da Madeira terão quase metade dos seus atletas a competir no Continente: a ADR Água de Pena tem 16 atletas inscritos para correrem na Madeira e outros 16 distribuídos por quatro pistas do Continente; o GD Estreito tem 43 na Madeira, 7 no Continente e… um nos Açores; a ACD Jardim da Serra tem 27 na Madeira e 17 no Continente; e o CS Marítimo tem respetivamente 20 e 9. Uma vez que vários dos atletas são apenas suplentes, fica a curiosidade de conhecer os números finais. Sporting (equipa masculina) e Benfica (formação feminina) terão escassos atletas a competir fora de Lisboa: 6 do Sporting e 3 do Benfica.

Das 32 equipas masculinas e 29 femininas em competição sairão as sete melhores para a I Divisão (mais os atuais campeões, Benfica em masculinos e Sporting em femininos) e as oito seguintes para a II Divisão, previstas para 15 de agosto, a fechar a época nacional. Os programas de provas em cada pista prolongar-se-ão por mais de sete horas, entre as 9.20 h e as 20.40 h (com quatro horas de intervalo, ao almoço) e dos programas habituais haverá várias alterações: não haverá 5000 m nem estafetas; 2000 m obstáculos (sem vala) em vez dos 3000 m obstáculos e 3000 m marcha (masculinos) em vez de 5000 m marcha. As corridas até 1500 m inclusive serão disputadas em pistas separadas (com intervalos de duas pistas livres – um exagero que algumas associações regionais já ultrapassaram, fixando apenas uma pista de intervalo); as corridas de 3000 e 2000 m obstáculos e as provas de marcha serão disputadas em contra-relógio (partidas a cada 15 segundos).

Serão utilizadas as pistas de Guimarães, Vagos, Marinha Grande, Lisboa, Faro, Ribeira Brava (+Funchal para lançamentos) e Ponta Delgada.

MELHORES DO ANO

Frederico Curvelo SLB 10,53 100 m Lorène Bazolo SCP 11,88
Frederico Curvelo* SLB 21,37 200 m Leonor Ferreira* MCP 24,91
Raidel Acea SLB 47,09pc 400 m Cátia Azevedo SCP 53,10
Isaac Nader SLB 1.48,05 800 m Marta Pen SLB 2.05,60
Paulo Rosário SCP 3.42,41pc 1500 m Marta Pen SLB 4.06,94
Paulo Rosário SCP 8.01,93pc 3000 m Mariana Machado SCB 9.02,56pc
Fernando Serrão SCP 5.41,57 2000 ob.** Emília Pisoeiro RDA 6.37,43
João Oliveira SLB 14,37 110 /100 b. Fatumata Baldé SLB 14,32
Diogo Mestre*** SLB 51,90 400 bar. Vera Barbosa SCP 58,63
Paulo Conceição SLB 2,28pc altura Anabela Neto SCP 1,86pc
Diogo Ferreira SLB 5,50pc vara Marta Onofre SCP 4,33pc
Ivo Tavares SLB 7,88pc comp. Evelise Veiga SCP 6,48pc
Pedro Pichardo SLB 17,17 triplo Patrícia Mamona SCP 14,33pc
Francisco Belo SLB 20,94pc peso Auriol Dongmo SCP 19,27
Emanuel Sousa SLB 58,30 disco Irina Rodrigues SCP 62,93
António Vital Silva SLB 70,82 martelo Vânia Silva**** SCP 63,04
Leandro Ramos SLB 75,75 dardo Cláudia Ferreira SCP 52,09
João Vieira SCP 11.33,61 3000 m M Ana Cabecinha COP 12.34,10pc
SL Benfica SLB 3.15,09 4×400 m Sporting CP SCP 3.37,70pc

* o luso-suíço William Reais em 21,09  e a brasileira Tamiris de Lis SLB tem 24,30

** sem vala

*** o venezuelano Lucírio Garrido SLB rem 51,32

**** a colombiana Mayra Gaviria ADCL tem 64,70

Nota 1: ainda não se correram os 5000 m e os 4×100 m

Nota 2: nos 3000 m obstáculos, os melhores são Ricardo Ferreira SCP 9.28,86 e Joana Soares AJS 10.03,29

MELHORES MARCAS AO AR LIVRE:

Masculinos: 400 m – Omar Elkhatib SCP 48,53; 800 m – José Carlos Pinto SLB 1.49,67; 1500 m – Isaac Nader SLB 3.45,59; 3000 m – Luís Saraiva SCB 8.22,21; altura – Victor Korst SLB 2,25; vara – Diogo Ferreira SLB 5,10; comp. – Ivo Tavares SLB 7,52; peso – Tsanko Arnaudov SLB 20,68
Femininos: 400 m – Cátia Azevedo SCP 53,82; 800 m – Salomé Afonso SCP 2.07,68; 1500 m – Joana Soares AJS 4.20,70; 3000 m – Joana Soares AJS 9.15,05; altura – Anabela Nato SCP 1,78; comp. – Evelise Veiga SCP 6,20; 3000 m marcha – Ana Cabecinha COP 12.48,47

4 Comentários

  1. Boa tarde

    Gostaria saber onde retirou os dados estatísticos das inscrições dos atletas das equipas da Madeira.

    Como coordenador do atletismo do G. D. Estreito posso ter errado nas inscrições e até as 18h posso fazer alterações de ultima hora.

    Nas minhas contas foram inscritos 43 atletas do GDE a competir na Madeira.

    Atentamente
    Diogo Sousa

Deixar Resposta