Evelise Veiga na final do triplo do Europeu Sub’23

0
2258

Depois de Miguel Marques ter conseguido, de manhã, o apuramento para a final do comprimento, na sessão da tarde foi a vez de Evelise Veiga conseguir o apuramento direto para a final do triplo de amanhã, ao conseguir 13,29 m no seu primeiro (e único) ensaio (v:-0,3), batendo o recorde pessoal por 20 cm e subindo a sexta portuguesa de sempre. Excelente, tanto mais que é no comprimento que mais aposta neste Europeu. Obteve a sétima melhor marca entre as 12 apuradas, todas elas acima de 13 metros. Já Ana Oliveira foi 17ª (entre 22 concorrentes), com 12,78 (v:-0,3).

Os três semi-finalistas de 100 metros ficaram naturalmente eliminados. O melhor voltou a ser José Lopes, que fizera 10,54 s de manhã e igualou à tarde o seu recorde pessoal, com 10,51 (v:+0,8), sendo 5º na sua meia-final, com o 13º tempo no conjunto. Rafael Jorge foi 4º com 10,53 (v:+1,6), 15º tempo, e de Ricardo Pereira esperava-se melhor: foi 7º com 10,60 (v:+1,5), 21º tempo entre os 24 semifinalistas e os 41 concorrentes aos 100 metros.

Quem também tem razões para sair satisfeita de Bydgoszcz (Polónia) é Ophélie Oliveira que, embora ficando naturalmente fora da final do disco (teria sido necessária uma marca superior a 50,91 m), melhorou em um centímetro o seu recorde pessoal, sendo 15ª na qualificação, com 49,48. Juliana Pereira foi 20ª, com 47,19, entre 24 concorrentes.

Salomé Afonso foi 4ª na sua eliminatória de 800 m com 2.07,10, marca que a coloca como 12ª entre as 24 concorrentes, das quais apenas oito tiveram acesso à final.

Na única final do 1º dia, a dos 10.000 m, ganha pelo espanhol Carlos Mayo, em 29.28,06, Miguel Marques acabou por ser o 18º e último chegado (embora haja que considerar um desistente), com 31.08,92.

No heptatlo, Rafaela Vitorino segue na 24ª posição no final da 1ª jornada, entre 31 concorrentes, com 3098 pontos, menos 90 que aqueles que somava quando atingiu a sua melhor marca da época (5224 p no Luso). Piorou nas duas primeiras provas, barreiras (14,89 s contra os 14,73 anteriores) e altura (1,72 m contra 1,78) e melhorou nas duas seguintes, peso (de 10,66 para 10,69 m) e 200 m (de 26,15 para 26,10 s).

Para além de Rafaela Vitorino no heptatlo e dos dois saltadores finalistas – Miguel Marques e Evelise Veiga -, competirão esta sexta-feira os barreiristas Olímpia Bártolo (100 m), Paulo Neto (110 m) e Diogo Mestre (400 m), André Pereira e Ricardo Barbosa nos obstáculos e Rafael Jorge e Ricardo Ribeiro nos 200 m, todos em eliminatórias. A fechar, haverá a final feminina de 10000 m, com Sónia Ferreira, Helena Alves e Rute Simões.

OS PORTUGUESES NO EUROPEU SUB’23

PROVAS ATLETAS ELIM./QUAL. MEIAS-FINAIS FINAIS LUG. CONC.
100 m José Lopes 5º – 10,54/+1,5 5º – 10,51/+0,8 13º 41
Rafael Jorge 3º – 10,59/+0,5 4º – 10,53/+1,6 15º 41
Ricardo Pereira 5º – 10,62/+0,9 7º – 10,60/+1,5 21º 41
200 m Rafael Jorge
Ricardo Ribeiro
10000 m Miguel Marques 18º – 31.08,92 18º 19
3000 ob André Pereira
Ricardo Barbosa
110 bar. Paulo Neto
400 bar. Diogo Mestre
Comp. Miguel Marques 12º – 7,58/-1,4 31
Ivo Tavares 17º – 7,51/+4,3 17º 31
Triplo Miguel Marques
Disco Edujose Lima
Martelo Miguel Carreira 26º – 60,39 26º 30
20 km M Miguel Rodrigues
Hélder Santos
800 m Salomé Afonso 4ª – 2.07,10 12ª 24
10000 m Sónia Ferreira
Helena Alves
Rute Simões
100 bar. Olímpia Barbosa
Comp. Teresa Carvalho
Evelise Veiga
Triplo Evelise Veiga 7ª – 13,29/-0,3 22
Ana M. Oliveira 17ª – 12,78/-0,3 17ª 22
Disco Ophélie Oliveira 15ª – 49,48 15ª 24
Juliana Pereira 20ª – 47,19 20ª 24
Heptatlo Rafaela Vitorino 31
(14,89/+1,2-1,72-10,69-26,10/+1,2-
20 km M Mara Ribeiro
Edna Barros
Mariana Mota

Deixar Resposta