Faleceu o cantor Pedro Barroso, que foi atleta do CDUL

0
690

Faleceu na madrugada desta terça-feira o cantor e compositor Pedro Barroso, autor de várias bem conhecidas canções, como “Menina dos Olhos d’Água”, “Viva Quem Canta”, “Cantarei”, entre muitas outras. Tinha 69 anos e faleceu de doença prolongada.

Antes de ser cantor – revelado no final de 1969 no programa televisivo “Zip Zip”, de Raul Solnado, Fialho Gouveia e Carlos Cruz -, Pedro Barroso foi atleta do CDUL, chegando a ser campeão nacional de juvenis de 4×80 metros em 1967 e integrando a equipa que se sagrou campeã regional da II Divisão. Acabou por ingressar no antigo INEF (agora Faculdade de Motricidade Humana) em finais de 1969, onde se formou em educação física. Foi professor ao longo de vários anos e chegou a ter uma jovem equipa no Liceu de S. João do Estoril que entre 1978 e 1980 participou assiduamente nas provas da Associação de Lisboa, revelando vários promissores jovens. Depois, as canções sobrepuseram-se ao atletismo… e bem.

Em 1984, Pedro Barroso deu uma entrevista à Revista Atletismo, na qual contava: “Eu tinha menos uns vinte e tal quilos que agora, mas já era um corredor tipo “bulldozer”. Partia era muito bem, talvez porque já tivesse um certo ouvido musical. “Batia” sempre o tiro…”. E, mais à frente: “Cheguei a fazer equipa de 4×100 metros com os irmãos Manso e o Luís Fonseca e Silva, um quarteto de 4×100 m que só não era de luxo por minha causa…”

Embora nunca o tivesse representado, Pedro Barroso era um adepto entusiasta do Belenenses, sendo o sócio nº 1648 e autor do respetivo hino. Participou no ano passado na gala do centenário do clube.

A Revista Atletismo expressa os seus sentidos pêsames à família de Pedro Barroso.

 

Deixar Resposta