Federação com menos dinheiro mas com mais atletas

0
1975

A Federação Portuguesa de Atletismo, que tem este sábado, em Portalegre, a sua assembleia geral para apreciação do relatório e contas de 2017, teve nesse ano uma ligeira quebra de receitas (e despesas) e um agradável aumento no número de atletas e clubes filiados. Vejamos algumas curiosidades acerca destes dois fatores.

RECEITAS E DESPESAS

– As receitas da Federação tiveram uma quebra de 1,4 por cento, de cerca de 4170 para 4110 mil euros, enquanto as despesas desceram 2,0 por cento, de 4192 para 4107 mil euros.

– Houve, portanto, um défice residual de três mil euros. O passivo federativo aumentou para 852 mil euros.

– Nada menos de 97 por cento do financiamento da Federação é estatal, apesar do aumento de receitas com taxas de filiação e inscrições.

– Os duodécimos às Associações Regionais mantiveram-se nos 800 mil euros.

– Recorde-se que em 2012 as receitas da Federação ascenderam a 4519 mil euros e as despesas a 4261. Mas, em 2013, o financiamento estatal baixou 26 por cento. Nesse ano, as receitas foram apenas de 3111 mil euros e as despesas de 3054 mil euros.

ATLETAS E CLUBES

– O número de atletas filiados em 2017 foi o maior de sempre: 16.447, mais 7 por cento (1163) que em 2015 (recorde anterior) e mais 13 por cento (1905) que na época anterior (2016).

– O número de clubes também foi recorde: 535, mais 4 por cento (23 clubes) que em 2015 (anterior recorde) e mais 9 por cento (44 clubes) que em 2016.

– A Associação do Porto (2081 atletas) juntou-se à de Lisboa (2253) passando a ser as duas Assoc. Regionais acima dos 2000 filiados. Também registaram o maior número de sempre, as Associações de Aveiro (1671), Madeira (1434), Algarve (951), Coimbra (827) e Évora (401). No polo inverso, Bragança não chegou aos 100 atletas (73) e Vila Real teve 126.

– Relativamente à época anterior, houve 18 Associações com mais atletas e quatro com menos.

– Três clubes tiveram mais de 300 atletas: Benfica (372), Sporting (356) e Juv. Ilha Verde, dos Açores (326). Seguem-se a Juv. Vidigalense (263) e o CD Escola C+S Lavra (199). São 27 os clubes que filiaram mais de 100 atletas.

– Porto é a Associação com mais clubes (59), seguido de Lisboa (57), Aveiro (46), Madeira (43) e Leiria (40). Bragança tem apenas 4 clubes, Faial e Terceira 6 cada, Guarda 9 e Vila Real 10.

Deixar Resposta