Federação Japonesa de Atletismo à margem da deslocalização da Maratona de Tóquio para Sapporo

0
972

A Federação Japonesa de Atletismo está conformada mas não convencida com a decisão do Comité Olímpico Internacional em transferir a maratona dos Jogos Olímpicos de Tóquio para Sapporo, devido ao calor. “É como se dissesse a um atleta nove meses antes de ele se ter preparado vários anos para escalar o Everest, que vai ter de escalar outra montanha”, declarou Kazunori Asaba, treinador-chefe da Federação.

A iniciativa do COI em deslocalizar a maratona e a marcha para Sapporo, a 1.000 km a norte de Tóquio, nunca passou pelos responsáveis do atletismo japonês.

Por outro lado, o diretor da maratona da Federação, Tadasu Kawano, é contra o argumento avançado por John Coates, presidente da coordenação dos Jogos Olímpicos 2020, de “proteger a saúde e o bem-estar dos atletas”. Segundo Kawano, “os atletas não participam nas competições para serem protegidos. A sua missão é fazer esforços dentro do quadro das regras preestabelecidas e de se ultrapassarem”.

Já a governadora da capital nipónica, Yuriko Koike, afirmou: “nós não podemos estar de acordo com o COI mas não bloquearemos esta decisão”.

Deixar Resposta