Governo russo falhou entrega de dados do laboratório à WADA

0
253

O governo russo atribuiu ontem quarta-feira, a “problemas logísticos” a não entrega dos dados do antigo laboratório de Moscovo à Agência Mundial Antidoping (Wada) dentro do prazo designado.

A entidade que faz o controle mundial do doping chegou ontem a Moscovo na esperança de conseguir essas informações, que deveriam ter sido recebidas até dia 31 de Dezembro.

A data foi uma exigência da WADA à Agência Antidoping da Rússia (Rusada) e não foi respeitada. A Rússia, que foi acusada de doping institucionalizado entre 2011 e 2015, pode receber novas sanções por conta disso.

– “Os dados como tal estavam prontos para serem entregues (à WADA) e, na ocasião (numa visita dos membros da WADA em Dezembro). Mas houve certos desacordos em relação ao suporte dos dados. São questões mais logísticas” – disse o porta-voz do governo, que destacou que os organismos desportivos russos estão atualmente em “contatos intensos” com a WADA.

A WADA não vai tomar nenhuma decisão antes de 14 ou 15 de Janeiro, quando haverá um encontro de seu Comité Executivo, no qual, inclusive, novas sanções podem ser impostas à Rússia caso a nova “missão” fracasse.

A questão é importante para o país que, desde Novembro de 2015, está excluído de todas as competições por parte da IAAF. Na sua última reunião feita em 4 de Dezembro no Mónaco, a IAAF autorizou a participação de atletas russos previamente selecionados, mas manteve as sanções do país, solicitando novamente os dados do laboratório de Moscovo.

 

Deixar Resposta