IAAF divulga mudanças na Liga Diamante 2020

0
72

A IAAF anunciou ontem o novo formato da Liga Diamante 2020. Os 200 m, 3.000 m obstáculos, triplo salto e o lançamento do disco desaparecem de boa parte dos meetings.

Com o objetivo de reduzir as sessões a 90 minutos para satisfazer as televisões, a IAAF reduziu a 12 provas masculinas e 12 femininas o conteúdo obrigatório dos seus meetings e que serão objeto de uma classificação e de um troféu na final da Liga Diamante. As provas escolhidas são os 100 m, 100 ou 110 m barreiras, 400 m, 400 m barreiras, 800 m, 1.500 m, 3.000 m, saltos em comprimento, altura e vara, lançamentos do dardo e peso.

As outras disciplinas não desaparecem totalmente dos meetings. Os 200 m e os 3.000 m obstáculos farão parte do programa de cinco meetings. Para o triplo salto e o lançamento do disco, haverá apenas um meeting, facto que vai certamente ser bastante criticado por numerosos atletas privados dos cachets e exposição dos seus sponsors. Entre outros, temos Christian Taylor, Will Claye, Pedro Pichardo, Nelson Évora, Yulimar Rojas, Caterine Ibarguen (triplo salto); Conseslus Kipruto, Beatrice Chepkoech (3 000 m obstáculos); Daniel Stahl, Sandra Perkovic (disco).

“O nosso objetivo é criar uma Liga Diamante mais rápida, mais excitante”, explicou Sebastian Coe. “Uma Liga que os difusores queiram mostrar e que os fans queiram ver. Mas compreendemos a deceção dos atletas cujas disciplinas não fazem parte do programa 2020”.

Deixar Resposta