IAAF mantém suspensão da Rússia, que terá equipa sem bandeira no Mundial

0
2212

Em reunião do conselho, a IAAF admite que houve progresso, mas ainda não o suficiente

A IAAF reuniu o seu Conselho nesta segunda-feira em Londres para tratar diversos assuntos. Entre eles, a situação da Federação Russa de Atletismo. A decisão da entidade internacional foi pela manutenção da suspensão da Rússia, proibida de participar em competições internacionais desde 2015, devido ao escândalo do doping. Assim, os atletas russos ainda não poderão usar a bandeira do país ou ter o hino tocado caso subam ao pódio no Mundial.

O conselho da IAAF discutiu o mais recente relatório da Task Force criada pela IAAF para acompanhar a questão do doping na Rússia. Foi concluído que houve um progresso na entidade russa na aceitação das condições estabelecidas pela federação internacional para o fim da suspensão. Porém, ainda há questões para serem resolvidas e, por unanimidade, o Conselho decidiu pela manutenção da punição.

Apesar da suspensão, a Rússia deve levar uma delegação de 19 atletas ao Mundial. Desde o ano passado, a IAAF permitiu que atletas russos se submetessem a uma autorização especial para competir como neutros, mas apenas a saltadora Darya Klishina foi autorizada a disputar os Jogos Olímpicos do Rio. Para o Mundial, a entidade aprovou a participação de 38 atletas – incluindo Klishina -, mas apenas 19 destes obtiveram os mínimos de classificação. Os principais destaques da equipa russa serão Sergey Shubenkov (110 m com barreiras) e Maria Lasitskene (salto em altura), que vão defender os seus títulos mundiais conquistados em Pequim 2015.

Criação de Conselho Jovem e desenvolvimento de lideranças femininas

Durante a reunião, os conselheiros da IAAF também aprovaram duas novas ações da entidade. Foi autorizada a criação de um Conselho Jovem, com membros de todas as áreas, e com representação nos grupos deliberativos da Federação. Também foi aprovada a criação de uma escola de desenvolvimento para mulheres, com o objetivo de abrir oportunidades para formação de lideranças femininas dentro da entidade.

Outro assunto discutido foram as eleições para as seis vagas na Comissão de Atletas. Todos os participantes do Mundial vão poder votar nos novos representantes. O conselho da IAAF volta a reunir-se no dia 13, data do encerramento da competição em Londres.

 

Deixar Resposta