Inês Monteiro pode fazer história no Cross de Torres Vedras

0
682

Inês Monteiro é o nome mais sonante entre as presenças previstas para o 37º Corta-Mato de Torres Vedras, a realizar este domingo e que será a terceira e última prova de observação para o Europeu de Tilburg (Holanda), a 9 de dezembro. Se triunfar, fá-lo-á pela quarta vez, tornando-se a atleta com mais triunfos neste crosse, no qual está de momento empatada com Aurora Cunha (venceu entre 1984 e 1986) e Sara Moreira (primeira em 2008, 2012 e 2014). Inês Monteiro (Sporting) já triunfou em 2007, 2016 e 2017, pelo que poderá conseguir o terceiro triunfo consecutivo.  Ercília Machado, vencedora em 2015, poderá ser a principal adversária… à distância.

No setor masculino, apenas um atleta tem três triunfos: o marroquino Riad Mohamed, vencedor entre 1993 e 1995. O benfiquista André Pereira, segundo na época passada (atrás de Eduardo Mbengani), parte como (ligeiro) favorito, face aos outros atletas cuja presença foi divulgada: os sportinguistas Paulo Pinheiro e Andralino Furtado e os bracarenses Hugo Almeida e Luís Saraiva, este último vencedor do Cross de Amora, há duas semanas.

As duas provas ajudarão a Federação a convocar os atletas que na próxima semana disputarão o Cross da Constituição, em Alcobendas (Espanha), decisivo crosse de seleção.

Decisivas serão as provas de 1500 m a realizar este domingo, imediatamente antes das corridas longas de Torres Vedras, pois daí sairão os dois atletas masculinos e dois femininos para integrar a estafeta mista que se realizará no Europeu. Emanuel Rolim, já vencedor em Amora, é o principal favorito masculino. Olga Serbyn foi a vencedora em Amora mas dificilmente repetirá a façanha.

Realizar-se-ão provas para os vários escalões, a partir das 9.15h, com a prova para veteranos.

Deixar Resposta