Israelita renuncia à maratona olímpica de Tóquio por motivos religiosos

0
457

A israelita Beatie Deutsch renuncia à maratona olímpica de Tóquio por ela se disputar a um sábado, dia sagrado para o judaísmo.

Beatie, de 30 anos e mãe de cinco filhos, descobriu o seu talento para o atletismo quando já tinha 25 anos e era mãe de quatro filhos. Em 2017, completou uma maratona quando estava grávida de sete meses do seu quinto filho. Este ano, tornou-se a primeira mulher ultraortodoxa a ganhar uma competição internacional de atletismo, a Meia Maratona de Riga em 1h17m34s.

Ela tinha o sonho de representar o seu país nos próximos Jogos Olímpicos de Tóquio, sonho esse que se desvaneceu quando o Comité Olímpico Internacional aceitou o pedido do Comité Organizador em transferir a sede e o dia das provas da maratona por razões climatéricas. A prova feminina estava inicialmente marcada para o domingo 2 de Agosto e passou agora para o sábado seguinte, dia 8.

A mudança do dia deixou-a triste. “Senti-me como se me tivessem dado um murro no estômago”, comentou na sua conta do Instagram.

Beatie nasceu em Washington e saiu dos Estados Unidos há dez anos para se estabelecer em Israel. Correu a sua primeira maratona em 2016. Apesar de ter vencido algumas provas, ainda não tinha conseguido fazer os mínimos para Tóquio (2.29.30) pois tem como melhor marca pessoal, 2h36m41s.

Deixar Resposta