IX S. Silvestre do Sado/Rosa Mota correu na Cidade Europeia do Desporto

0
3371

Coube à S. Silvestre do Sado a honra de encerrar os eventos desportivos de Setúbal, Cidade Europeia do Desporto em 2016. Uma corrida especial porque teve a participação de Rosa Mota, embaixadora da cidade desde a primeira hora quando a delegação da Câmara Municipal recebeu em Bruxelas a bandeira oficial de Cidade Europeia do Desporto 2016.

Luís Macau (Juventude Vidigalense) venceu destacado em 31m39s com André Costa (UF Comércio Indústria) a 18 segundos e Marco Miguel (CDRR Baixa da Banheira) a já 57.

Em femininos, Inês Marques (UF Comércio e Indústria) dominou em absoluto ao completar os dez mil metros do percurso em 38m28s. Patrícia Rivotti (Marinha-CEFA) foi segunda a distantes 2m58s e Chantal Xhervelle (Clube Pedro Pessoa EA), terceira a 3m52s. Rosa Mota aos 58 anos de idade ainda conseguiu chegar em 5º lugar com 43m51s. Quem sabe, nunca esquece.

Completaram a prova 317 atletas, um número abaixo dos 444 do ano passado mas ainda assim, a segunda melhor participação de sempre. Realizou-se ainda uma Caminhada na distância de 5 km com cerca de uma centena de participantes.

“Parabéns à Câmara Municipal de Setúbal por tudo o que tem feito pelo desporto. É um orgulho fazer parte desta família”. Rosa Mota

Rosa Mota, a atleta do povo

Rosa Mota, campeã olímpica, mundial e europeia, sempre foi uma atleta muito querida por todos. Recordamos uma Corrida do Círculo do Leitores em 1983 ou 1984 onde ofereciam a todos os participantes livros e discos valiosos e ainda um diploma de participação. Já com o nosso saco de lembranças na mão, encontrámos depois uma longa fila e pensámos que estariam a dar mais qualquer coisa. Claro que fomos para a fila e quase a chegar à nossa vez, começámos a ouvir “É a Rosa Mota, é a Rosa Mota!”. E era mesmo, aquela longa fila era para a nossa Rosinha dar-nos um autógrafo no diploma. E ali esteve ela, sempre com um sorriso nos lábios enquanto dialogava connosco. Era assim a Rosa Mota, sempre metida no meio dos atletas populares. O seu aquecimento era feito connosco e eram muitas as vezes que ela tinha de parar para tirar fotografias com grupos que lhe pediam.

Caldo verde e bifana no final

No final da prova, não faltou o sempre agradável caldo verde e a bifana, tudo bem regado com vinho tinto ou branco. Muita animação com os prémios a serem rapidamente distribuídos. Pouco depois na cidade, pelas 21 horas havia a cerimónia de encerramento de Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016.

RESULTADOS IX S. SILVESTRE DO SADO (17/12)

Masc.: 1. Luís Macau 31:38,295 (Juventude Vidigalense); 2. André Costa 31:56,912 (U.F. Comércio e Indústria Atletismo); 3. Marco Miguel 32:35,175 (Clube Desportivo Recreativo Ribeirinho da Baixa da Banheira); 4. Ricardo Abreu 32:42,433 (Clube Pedro Pessoa Escola de Atletismo); 5. Plácido Jesus 33:06,982 (Marinha – CEFA); 6. Pedro Ribeiro 33:37,299 (U.F. Comércio e Indústria Atletismo); 7. João Mota 33:43,582 (Marinha – CEFA); 8. Paulo Guimarães 33:45,826 (AminhaCorrida/myprotein); 9. Rui Dolores:33:49,392; 10. Vasco Marta 34:31,649 (Vitória Futebol Clube)

Fem.: 1. Inês Marques 38:27,303 (U.F. Comércio e Indústria Atletismo); 2. Patrícia Rivotti 41:25,723 (Marinha – CEFA); 3. Chantal Xhervelle 42:19,999 (Clube Pedro Pessoa Escola de Atletismo); 4. Sandra Conceição 43:20,973 (Marinha – CEFA); 5. Rosa Mota 43:50,470; 6. Tânia Garcia 43:58,136 (Clube Desportivo Recreativo Ribeirinho da Baixa da Banheira); 7. Teresa Coelho 43:59,778 (Vitória Futebol Clube); 8. Filipa Fernandes 45:07,587 (U.F. Comércio e Indústria Atletismo); 9. Susana Luís 45:37,779 (ESCE/IPS); 10. Carla Pereira 45:45,101

 

 

Deixar Resposta