Já sentiu náuseas numa corrida?

0
120

Quantas vezes encontramos atletas a prepararem-se de forma séria durante meses para uma determinada prova. Mas depois, sentiram náuseas durante a corrida, algo que prejudicou os seus objetivos. Ou conseguiram acabar a prova, mas tiveram os mesmos sintomas após cortar a meta e nem sequer conseguiram comemorar o resultado. Isso não é normal e pode ter sido originado por uma série de fatores. Saiba quais são e como pode evitar esse mal-estar durante e até após uma corrida.

Causas

A náusea, seguida ou não de vómitos, é causada principalmente quando o atleta ultrapassa a sua capacidade cardiorrespiratória ou não está adequadamente preparado para aquela atividade. Quando o esforço é excessivo, pode produzir um problema conhecido como reflexo vagal, levando a náuseas e, muitas vezes, ao vómito.

O excesso de alimentação, alimentos de difícil digestão ou a falta de alimentação correta, também são fatores muito importantes. A ansiedade psíquica pode levar a alterações gastrointestinais. E obviamente, as infeções por ingestão de alimentos contaminados.

O que fazer quando se sentir mal

– Se a causa for conhecida como no caso do atleta que participou em provas noutras cidades ou países e existe a suspeita de alimentos estragados ou de difícil digestão, o melhor é parar e tentar hidratar-se lentamente.

– Se ele excedeu a sua capacidade e está muito cansado, pode tentar diminuir o ritmo da corrida. Mas, se não souber a causa, o melhor é ele desistir da prova e fazer um exame médico minucioso para se afastarem causas gastroenterológicas ou neurológicas.

– Esse mal-estar também pode ocorrer após a corrida. Caso isso ocorra, e dependendo da intensidade e duração da prova, o atleta deve usar alimentos leves, de fácil digestão e hidratação lenta e contínua para reposição, principalmente, de carbohidratos.

Como evitar

– Faça uma correta aclimatização no caso de provas em cidades diferentes e após viagens.

– Utilize uma alimentação rica em carbohidratos no dia anterior à prova e com pouca proteína e gordura, que são de difícil digestão.

– Controle a sua ansiedade.

– Não ultrapasse o ritmo por si previsto, principalmente, em provas de longa distância.

– Hidrate-se com bebidas isotónicas que promovem uma reposição de água e eletrólitos mais rápida e eficaz.

Deixar Resposta