Karsten Warholm com tempo canhão nos 400 m barreiras do Meeting de Berlim

0
99

O norueguês Karsten Warholm assinou ontem no Meeting de Berlim um novo crono notável nos 400 m barreiras, ao vencer a prova em 47,08 s. Não bateu o recorde mundial de Kevin Young com 46,78 s desde 1992 mas bateu o recorde do meeting que pertencia a Edwin Moses desde 1980 com 47,17 s.

Colocado na pista 7, que ele aprecia, Warholm venceu com um tempo que lhe dá a posse de três das dez melhores perfomances de todos os tempos.

Estou muito feliz com a minha corrida, adoro esta pista. Tenho feito muito boas corridas esta época e quando isso acontece, os recordes podem cair”, reagiu o bicampeão mundial dos 400 m barreiras em 2017 e 2019.

Duplantis ataca 6,15 m na vara sem êxito

Já vencedor do concurso após passar 5,91 m ao terceiro ensaio, Armand Duplantis mandou colocar a barra a 6,15 m. Se ele passasse, seria um novo recorde mundial ao ar livre que ainda pertence ao ucraniano Serguei Bubka com 6,14 m desde 1994 em Sestrières.

Mas Duplantis falhou as três tentativas a 6,15 m. Nos lugares imediatos, ficaram o polaco Piotr Lisek e o brasileiro Thiago Braz com 5,82 . O campeão mundial Sam kendricks foi apenas sexto com 5,57 m.

Laura Muir com recorde do meeting nos 1.500 m

Nas outras provas, a britânica Laura Muir esteve em destaque ao vencer os 1.500 m em 3.57,40 – novo recorde do meeting e melhor marca mundial da época.

No dardo, venceu o alemão Johannes Vetter em 87,26 m. No triplo, o triunfo sorriu ao norte-americano Christian Taylor em 17,57 m (-0,8 m/s). No disco, o lituano Andreas Gudzus com 66,72 m surpreendeu o sueco Daniel Stahl que se ficou pelos 65,89 m. Nos 1mm metros, venceu Arthur Cissé em 10,10 s.

A holandesa Dafne Schippers impôs-se nos 100 metros com 11,26 s. Nos 3.000 m obstáculos, a queniana Hyvin Kiyeng venceu em 9.06,14. Finalmente no comprimento, a ucraniana Maryna Bekl com 6,87 m (-0,3 m/s) derrotou a grande favorita, a alemã Malaika Mihambo que se limitou a saltar 6,77 m.

 

Deixar Resposta