Liga Diamante: atletas reagem à exclusão de quatro disciplinas

0
100

Após o anúncio da World Athletics (ex-IAAF) da exclusão dos 200m, 3.000 m obstáculos, triplo salto e lançamento do disco da Liga Diamante, os atletas não escondem a sua cólera e a sua incompreensão.

A World Athletics terá feito um estudo que concluiu que os 100 m, o salto em comprimento e o salto em altura são as três disciplinas mais populares do circuito, seguidas pela vara, 200 m e 400 m.

A holandesa Dafne Schippers, campeã mundial em 2017 dos 200 m, mostra-se confusa. “O último inquérito da Liga Diamante mostrou que os 200 m era uma das disciplinas mais populares. Entretanto, os 200 m não foram incluídos nas 24 disciplinas da Liga Diamante… A sério?”.

lylesNoha Lyles, vencedor da mesma distância no Mundial de Doha, ilustrou a sua reação com uma imagem, mostrando uma Lisa Simpson aparvalhada.

 

 

Carl Lewis apela à mobilização geral

Os seus compatriotas Will Claye e Omar Craddock também exprimiram a sua insatisfação. “Quantos de vocês estarão agora do nosso lado? Nós abordámos o assunto há meses e muitos de vós pensavam que só nós, triplo-saltadores, seríamos afetados. Agora, podem ver que nós, atletas e fans, somos afetados. Atletas, não se esqueçam: sem nós, eles não são nada. Juntos, todos ganhamos. Percam os vossos medos e sejam audaciosos!”, exortou Craddock, quatro classificado no Mundial de 2015.

Carl Lewis partilha da mesma visão e encoraja os atletas a tomarem em mãos o seu destino. “Eu disse em 1997 que a Liga Diamante seria um desastre para o desporto. Com a atual estrutura, é impossível ter o desporto que nós sonhamos. A única esperança para todos os atletas é deixar o sistema das federações e negociar com o Comité Olímpico Internacional para os Jogos Olímpicos. Vocês podem criar a vossa própria liga mundial negociando os meetings do mundo inteiro. Tal foi feito por Billie Jean King nos anos 70 com o ténis feminino. Será difícil e demorará tempo. Mas como vêm, não há escolha”.

 

Deixar Resposta