Mais curiosidades do Mundial de Doha

0
107

Com base em informações da IAAF e da EME News, apresentamos a seguir mais algumas curiosidades a propósito do Campeonato do Mundo realizado em Doha.

– A partir dos rankings da IAAF, verifica-se que o nível dos resultados do Mundial de Doha superou não só as anteriores edições como até os próprios Jogos Olímpicos. Os 196.457 pontos atingidos por Doha’2019 superam os melhores Jogos de sempre (Rio’2016, com 195.593 p.) e ainda os de Londres’2012 (192.456 p.) e Pequim’2008 (191.749 p.), bem como os Mundiais de Pequim’2015 (194.547 p.) e de Londres’2017 (193.426 p.).

– As marcas mais pontuadas, ainda segundo os rankings da IAAF, foram as do peso, por Joe Kovacs (22,91), com 1295 pontos, e do comprimento, por Malaika Mihambo (7,30), com 1288 p. No setor masculino, os três primeiros foram lançadores de peso. Vejamos as classificações:

Masculinos:

1º Joe Kovacs                       EUA      1295          peso             22,91

2º Ryan Crouser                   EUA      1294          peso             22,90

3º Thomas Walsh                 NZL      1294          peso             22,90

4º Christian Coleman           EUA      1291        100 m              9,76

5º Steven Gardiner               BAH     1289        400 m            43,48

Femininos:

1ª Malaika Mihambo            ALE      1288         comp.              7,30

2ª Salwa Eid Naser              BHR      1281        400 m            48,14

3ª Shaunae-Miller-Uibo         BAH     1272        400 m            48,37

4ª Sifan Hassan                   HOL      1271       1500 m        3.51,95

5ª Katarina Johnson            GBR      1269       heptatlo            6981

– Noah Lyles (22 anos) e Niklas Kaul (21 anos) são os mais jovens vencedores de sempre dos 200 m e decatlo, respetivamente. Já nasceram depois do ano 2000 a ucraniana Yaroslava Mahuchikh (18 anos), prata na altura (com recordes mundiais de juniores), Selemon Barega (19 anos), prata nos 50000 m, Lemecha Girma (18 anos), prata nos obstáculos, e Musa Isah (19 anos), bronze nos 4×400 m mistos.

– Quatro medalhadas de ouro já são mães: Shelly-Ann Fraser-Pryce (100 m e 4×100 m), Nia Ali (100 bar.), Allyson Felix (4×400 m e 4×400 m mistos) e Liu Hong (20km marcha).

Deixar Resposta