Mais três medalhas no Campeonato do Mediterrâneo

0
107

Portugal conseguiu mais três medalhas (uma de prata e duas de bronze) nos III Campeonatos do Mediterrâneo sub’23, saindo assim de Jesolo, Itália, com um total de seis medalhas (1O+2P+3B). Na jornada deste domingo, Evelise Veiga juntou uma medalha de prata no triplo (com um excelente recorde pessoal de 13,65) à de ouro que conquistara no sábado, no comprimento; Edujose Lima conseguiu a medalha de bronze no disco (55,98); e Eliana Bandeira a de bronze no peso (15,69).

Emocionante a prova de triplo, decidida nos dois últimos ensaios. A espanhola Fatima Diame, que fora terceira no comprimento, liderava com 13,57, contra 13,48 de Evelise, que conseguira esse recorde pessoal no 3º ensaio (tinha 13,37 como melhor). Evelise ainda saltou 13,32 no 5º ensaio e, no último, passou para a frente, com 13,65 (v:+0,3), marca que a coloca como terceira portuguesa de sempre, a seguir a Patrícia Mamona e Susana Costa e já à frente de Cristina Morujão (13,57). Mas a espanhola Diame respondeu com 13,82 (v:+0,6), ganhando a prova.

No disco, Edujose Lima conseguiu 55,98 no 1º ensaio e só no último perdeu a segunda posição. Triunfou o cipriota Georgios Koniarakis, com 58,56. Eliana Bandeira conseguiu o seu melhor lançamento (15,69) no último ensaio, mas qualquer dos seus outros três ensaios válidos (15,28-15,30-15,24) lhe dariam o terceiro lugar. Ganhou a prova a turca Emel Dereli, com 18,12, recorde dos campeonatos.

Os outros portugueses que atuaram foram Rosalina Santos, 6ª na final dos 200 m com 24,24 (v:+1,5), menos um centésimo que na eliminatória da véspera; Oleksandr Lyashchenko, sexto no triplo com 15,61 (v:-1,7); e Carla Reis, 11ª e última nos 3000 m obstáculos, com 11.22,93.

Deixar Resposta