Maratona de Valência gerou 4,8 euros de despesas turísticas por cada euro investido

2
2293

É sabido o impacto das grandes provas internacionais nas receitas turísticas. Portugal é um bom exemplo, particularmente com a disputa das meias maratonas das Pontes 25 de Abril e Vasco da Gama e das maratonas de Lisboa e Porto.

Agora em Espanha, acaba de ser divulgado um estudo do Instituto Valenciano de Investigações referente ao impacto económico da última edição da maratona de Valência.

Os números deste estudo revelam que a despesa da Organização ascendeu a 4,234 milhões de euros e que cada um dos euros investidos na prova traduziu-se em 4,8 euros gerados de receita turística, que totalizou quase 20 milhões de euros.

O estudo aponta para um saldo positivo de 12,740 milhões de euros e a criação ao equivalente de 431 empregos anuais.

Do total da receita obtida, 69,2% corresponde às despesas dos participantes e 30,8% às despesas da Organização.

A percentagem de corredores e acompanhantes vindos de outras regiões da Espanha foi de 36,6%, enquanto do estrangeiro foi de 25,5%.

O estudo mostrou ainda que a média do número de pessoas que acompanhou cada corredor na sua visita a Valência foi de 3,4 entre os espanhóis e de 3 entre os estrangeiros. Estes, terão ficado em média 4,4 dias na cidade.

Finalmente, 99% dos participantes recomenda correr a maratona de Valência.

 

 

 

 

 

 

2 Comentários

    • Tal como em Portugal, existem vários jornais desportivos em Espanha. Mas há quem só leia um, fazendo lembrar aqueles que no tempo do Salazar, só liam o jornal do regime. Segue cópia de outra resposta dada há dias…

      “Bons eram os tempos em que a revista saía em papel e se recebia mensalmente um cheque com três dígitos por se fazer um artigo técnico que ou vinha cheio de erros de português ou era uma cópia de terceiros…”

Deixar Resposta