Maratona e «Meia» de Portugal prejudicadas pelo calor

0
208

Domínio africano e Samuel Barata e Sara Moreira voltaram a ser os melhores portugueses na meia-maratona, com Rui Silva como terceiro. Bruno Paixão e Doroteia Peixoto campeões nacionais da maratona

O calor (23º C à hora de terminar a maratona) e a subida ao Marquês de Pombal na meia-maratona prejudicaram os tempos da Maratona e Meia-Maratona de Portugal Rock’n’Roll, que estrearam um novo percurso, com final na Rua Augusta/Praça do Comércio, excelente local para o efeito. Como habitualmente, os atletas africanos dominaram e não houve surpresas quanto aos melhores portugueses.

Surpresa ia havendo quanto ao vencedor da maratona masculina, que acabou por ser ganha pelo queniano Ishhimail Bushendich em 2.10.51, escassos seis segundos menos que El Hassan El Abbassi, marroquino de nascimento, que agora representa o Bahrain e que tinha corrido apenas uma vez a distância, em 2.22.59, já que era essencialmente um corredor de pista (27.25,02 aos 10.000 m em 2015). Bushendish, que tem como melhor 2.08.20 em Milão’2016, esteve sempre no grupo da frente, com passagem em 1.04.10 à meia-maratona (acabou por gastar 1.06.41 na segunda metade). Com a desistência das “lebres”, ficou na frente com o queniano Daniel Kiprop Limo, outro dos candidatos à vitória (tem 2.08.39 desde 2011) mas que acabaria por ser apenas terceiro na meta. Bushendish veio a isolar-se mas viu mais tarde o surpreendente El Abbassi aproximar-se, parecendo mesmo que o iria alcançar. Tal não veio a verificar-se mas os tempos finais acabaram por ficar aquém das expetativas, muito devido ao calor que se fazia sentir (23º C na altura da chegada), em parte também pelo vento que soprou contrário.

O campeão nacional foi Bruno Paixão (Beja AC), 7º classificado, com 2.26.24, ao nível do tempo (2.26.27) com que ganhou este ano em Badajoz, mas longe do seu recorde pessoal da época passada (2.21.38 também em Badajoz). O segundo foi Jorge Varela, 9º com 2.28.28.

No setor feminino, a favorita, Sarah Chinchirchir (Quénia) repetiu o triunfo do ano passado, então com 2.24.13, agora com 2.27.57, longe do seu melhor de 2.19.47, este ano, em Tóquio. Chegou a ser alcançada pela etíope Afera Godfay mas esta acabaria por ceder, terminando com 2.28.46, bem abaixo do seu recorde pessoal (2.32.44 em Praga’2015).

Sem surpresa, Doroteia Peixoto (Amigos da Montanha), 4ª classificada, foi a melhor portuguesa (campeã nacional) mas longe do seu melhor de 2.32.00, este ano, em Dusseldorf. Doroteia gastou 2.40.02, sucedendo a Rosa Madureira (FC Penafiel), campeã nacional dos últimos quatro anos e que gastou agora 2.48.04.

Samuel e Sara repetem triunfos na «Meia»

Na meia-maratona também houve surpresa, com o triunfo do estreante Birahn Nebebew (Etiópia), que foi bom especialista de . m (27.14.34 em 2013) e agora conseguiu 1.02.02 numa prova com uma subida “suicida” na Avenida da Liberdade na parte final (a prova dá a volta ao Marquês de Pombal). Deixou o eritreu Goitom Kifle, que repetiu o segundo lugar de 2013, a 12 segundos.

maratona-lisboa-2017-vencedoraNo setor feminino, triunfou Eunice Chumba (Barhain), que tem como melhor 1.06.11… há quatro semanas e agora gastou 1.08.48, bem à frente da queniana Visiline Jepkesho (Quénia), que gastou 1.09.31. A campeã mundial da maratona Rose Chelimo (Barhain) foi terceira, depois de longa paragem, com 1.09.48.

Entre os portugueses, não houve surpresas relativamente aos vencedores, Samuel Barata (6º na geral) e Sara Moreira (igualmente 6ª), que repetiram os triunfos dos dois últimos anos (ele) e de 2014 e 2015 (ela), a que juntam, nesses mesmos anos, vitórias na Meia-Maratona de Lisboa (Ponte 25 de Abril). O benfiquista fez mesmo melhor tempo que nos dois anos anteriores (1.06.14 e 1.06.16), ao gastar 1.05.13, apesar da maior dificuldade deste percurso e de apenas um mês de preparação. A sportinguista, que fez a sua primeira prova (desistira na “Meia” do Porto) depois da lesão que a impediu de estar no Mundial de Londres, gastou 1.13.29, mais que em 2014 (1.11.07), bem menos que em 2015 (2.16.22). Mas cada prova é uma prova e as motivações podem ser diferentes. Nos homens, há ainda a registar os regressos de Hermano Ferreira (7º com 1.06.46) e, principalmente, de Rui Silva, com a camisola do Benfica (!), 8º com 1.06.58, à frente de outro veterano, Youssef el Kalay, Sporting (1.07.36) e de Tiago Costa (1.08.12), que deve ter corrido pela última vez com a camisola do Benfica, já que o período de transferências apenas se inicia esta semana.

No setor feminino, Mónica Silva, também de saída do Benfica, foi 7ª mas distante de Sara Moreira (1.16.16) e Vera Nunes foi 8ª, com 1.17.32.

Classificações:

MARATONA (M):

1º Ishhimail Bushendich                       Quénia                      2.10.51

2º El Hassan El Abassi                         Bahrain                     2.10.57

3º Daniel Limo                                     Quénia                      2.15.30

……………………………………………

7º Bruno Paixão                                    Beja AC                   2.26.24

9º Jorge Varela                                     Areias S. João          2.28.28

10º Manuel Ferraz                                Areias S. João          2.29.58

11º Nelson Cruz                                   Cl. Pd. Pessoa          2.30.29

MARATONA (F):

1ª Sarah Chinchirchir                            Quénia                      2.27.57

2ª Afera Godfay                                   Etiópia                      2.28.46

3ª Sichala Kumeshi                               Etiópia                      2.38.52

4ª Doroteia Peixoto                              Am. Montanha         2.40.02

5ª Rosa Madureira                                FC Penafiel              2.49.54

…………………………………………….

7ª Tânia Fernandes                               GC Bragança           3.08.37

MEIA-MARATONA (M):

1º Birahn Nebebew                              Etiópia                      1.02.02

2º Goitom Kifle                                    Eritreia                     1.02.14

3º Tadu Abate                                      Etiópia                      1.02.20

4º Yohang Ghebregergis                      Etiópia                      1.03.17

5º Daniel Rotich                                   Uganda                    1.05.02

6º Samuel Barata                                  Benfica                     1.05.13

7º Hermano Ferreira                             Benfica                     1.06.46

8º Rui Silva                                           Benfica                     1.06.58

9º Youssef el Kalay                              Sporting                   1.07.36

10º Tiago Costa                                    Benfica                     1.08.12

MEIA-MARATONA (F):

1ª Eunice Chumba                                Barhain                     1.08.48

2ª Visiline Jepkesho                              Quénia                      1.09.31

3ª Rose Chelimo                                   Barhain                     1.09.48

4ª Ruth Chepngetich                            Quénia                      1.10.33

5ª Sharon Cherop                                  Quénia                      1.12.35

6ª Sara Moreira                                     Sporting                   1.13.29

7ª Mónica Silva                                     Benfica                     1.16.16

8ª Vera Nunes                                       Benfica                     1.17.32

CADEIRA DE RODAS (M):

1º Jordi Madera                                    Espanha                    50.44

2º John Smith                                       Grã-Bretanha           51.04

3º Alexandrino Silva                            Portugal                    54.02

CADEIRA DE RODAS (F):

1ª Eva Moral                                         Espanha                    1.09.22

 

Deixar Resposta