Maratonista acusado de batota na Maratona de Los Angeles é encontrado morto num rio

0
738

O médico Frank Meza foi encontrado morto no rio Los Angeles. O facto ocorre apenas alguns dias após o surgimento de um vídeo que o acusava de ter cortado caminho na Maratona de Los Angeles

Meza, de 70 anos, ficou conhecido mundialmente por ter terminado a Maratona de Los Angeles, em Março, em 2h53m10s. Meses depois, foi desclassificado após ter sido acusado de fraude devido a um vídeo, que comprovou que ele cortou caminho durante o percurso.

Segundo a sua esposa Tina, Meza estava aborrecido com as acusações de ter feito batota na maratona e por isso, saiu para correr. Horas depois, o seu corpo foi encontrado no rio Los Angeles. A polícia local ainda não sabe o que causou a morte do médico.

No vídeo em questão, Meza aparece na Hollywood Boulevard vindo de uma rua que a cruzava, em vez de percorrer toda a via. O médico defendeu-se dizendo que saiu da rua principal apenas para procurar um wc e  regressava ali ao percurso da prova.

Após o caso ter ganhar repercussão, outras pessoas acusaram Meza de ter cortado caminho noutras provas. Numa foto, um homem com as mesmas roupas dele aparece a andar de bicicleta ao lado da estrada, durante uma maratona.

O médico, que havia vencido o seu escalão, foi desclassificado na Maratona de Los Angeles. “A evidência de vídeo é confirmada por uma crível testemunha ocular, e nos nossos cálculos, o tempo do Doutor Meza por, pelo menos, um segmento de 5 km teria sido mais rápido do que o recorde mundial dessa distância para o escalão da idade dele”, disse a Organização num comunicado.

Deixar Resposta