Marchador russo Alexander Ivanov vê TAS reduzir pena de 3 para 2 anos

0
381

O Tribunal de Arbitragem do Desporto (TAS) julgou parcialmente procedente o recurso apresentado pelo marchador russo Alexander Ivanov contra a Agência Antidopagem Russa (RUSADA) que o tinha suspendido por três anos.

A pena foi agora reduzida para dois anos, a partir de 2 de Maio de 2017. Todos os resultados do atleta entre 9 de Julho de 2012 e 17 de Agosto de 2014 foram anulados. Mantém-se assim a sua desqualificação do título mundial de 20 km marcha obtido em 2013. A sua desqualificação já levou o português João Vieira a receber a medalha de bronze.

Deixar Resposta