Melhor marca mundial do ano no disco foi conseguida em Lovelhe

0
248

A Jornada de Lançamentos ontem realizada em Lovelhe (V.N. Cerveira) ficou marcada pelo excelente recorde da Colômbia do lançamento do disco, conseguido por Daniel Ortega com 70,29, a melhor marca de sempre em solo português e (de momento) a melhor marca mundial do ano. Ortega tinha já o recorde nacional com 70,25, também em Lovelhe, em fevereiro, e é agora o melhor discóbolo mundial do ano, quatro centímetros à frente do sueco Daniel Stahl. A anterior melhor marca conseguida em Portugal datava de 2012 e pertencia ao espanhol Frank Casañas, que lançou 67,74 em Vila Real de Stº António. Sensacionalmente, o segundo classificado, o equatoriano Juan Caicedo, lançou 69,60, recorde equatoriano, que já lhe pertencia, por mais de seis metros! Participou ainda Filipe Vital Silva, que lançou 53,11.

Este foi o ponto alto de uma jornada com 10 atletas nacionais e 11 estrangeiros (8 espanhóis), na qual também estiveram em foco Leandro Ramos, que voltou a aproximar-se do seu recorde nacional (77,52), ao lançar o dardo a 73,33; António Vital Silva, que se aproximou dos 70 metros no martelo, com 69,49; e Irina Rodrigues¸ que voltou a passar os 60 metros no disco (60,03). A equatoriana Valeria Chiliquinga, que representa o clube local (ADRC Lovelhe), lançou o martelo a 63,92.

Também ontem houve provas na Marinha Grande e em Lousada. Aqui, Ivo Tavares chegou a 7,52 no comprimento (v:0,0), Diogo Mestre correu os 400 m barreiras em 51,90 e Anabela Neto passou 1,78 no salto em altura. Em Leiria, destaque para Emília Pisoeiro, que correu os 2000 m obstáculos (sem vala), em 6.37,43.

Deixar Resposta