Mo Farah vence maratona de Chicago e bate recorde da Europa

0
1993

Brigid Kosgei vence em femininos. 46% dos classificados foram do sexo feminino!

O britânico Mo Farah foi o grande vencedor da maratona de Chicago ao cortar a meta em 2.05.11, seguido do etíope Mosinet Geremew a 13 segundos e do japonês Suguru Osako a 39. Nos lugares seguintes, ficaram o queniano Kenneth Kipkemoi a 46 segundos e o norte-americano Galen Rupp, vencedor do ano passado, a 1m10s.

Foi a terceira maratona do britânico de 35 anos e a sua primeira vitória na distância. Farah correu em “negativo”. Fez a primeira metade da prova em 63.06 e a segunda parte em 62.05, o mesmo tempo que havia feiro o queniano Eliud Kipchoge dias antes quando bateu o recorde mundial em Berlim. Como é habitual no britânico, ele impôs a sua grande velocidade terminal para derrotar os seus rivais.

chicagoOs 2.05.11 de Farah superam o anterior recorde europeu que pertencia ao norueguês Sondre Nordstad Moen desde 3 de Dezembro de 2017 com 2.05.48, em Fukuoka.

Nos dez primeiros, tivemos 6 africanos, e japoneses, 1 europeu e 1 norte-americano.

Em femininos, a queniana Brigid Kosgei venceu destacada em 2.18.35, deixando as etíopes Roza Dereje a 2m43s e Shure Demise a já 3m40s. Duas quenianas ocuparam o 4º e 5º lugar, Florence Kiplagat com 2.26.08 e Veronicah Nyaruai com 2.31.34

Nas dez primeiras, tivemos 5 africanas, 4 norte-americanas e 1 canadiana.

Classificaram-se 43.850 atletas, dos quais 20.135 do sexo feminino (46%). No último escalão considerado – + 80 anos – tivemos oito atletas, todos do sexo masculino com o primeiro a terminar em 4.35.14

 

Deixar Resposta