Mundial de Corta-Mato «sem» europeus

0
548

Apesar de a competição se realizar na Dinamarca (Aarhus), o Campeonato do Mundo de Corta-Mato do próximo sábado terá uma reduzida presença europeia – apenas cerca de um quinto dos atletas e das equipas! A Europa está cada vez mais afastada do corta-mato e isso já foi bem saliente no Mundial de há dois anos, realizado no Uganda, no qual só chegaram 8 dos 13 atletas seniores masculinos presentes e, em termos de equipas, não houve qualquer classificada nos seniores masculinos, apenas uma (a Espanha) nos seniores femininos e, nos juniores, apenas duas masculinas e três femininas!

Desta vez, entre os 171 seniores masculinos inscritos, há apenas 34 europeus e três equipas com um mínimo de quatro atletas (num total de 20); entre as 139 seniores, só 34 são europeias (4 equipas em 19); entre os 121 juniores, 33 europeus (e 4 entre as 18 equipas); entre as 111 juniores, 31 da Europa (4 em 17 equipas). A estafeta mista só interessou a 10 países, entre os quais Dinamarca e Espanha.

Dos países europeus, apenas a Dinamarca (porque é organizadora…), Espanha e Grã-Bretanha apresentam equipas completas. A França é o quarto país, mas apenas com 3 a 5 atletas por prova. Todos os restantes (entre os quais Portugal, que apresentará somente Rui Teixeira, campeão nacional sénior) apenas se fazem representar por um ou dois atletas em cada prova… e nem em todas.

A nível de alta competição, a Europa está cada vez mais afastada do meio-fundo/fundo em geral e do crosse em particular…

 

Deixar Resposta