Mundial Doha/Nigeriana com hiperandrogenismo proibida de correr os 400 m

0
834

Sofrendo do mesmo problema que Semenya, a nigeriana Aminatou Seyni, especialista dos 400 metros com o terceiro melhor tempo da época, não foi autorizada a participar nos 400 metros do Mundial de Doha, devido às novas regras sobre atletas com hiperandrogenismo.

“Trataremos de nos organizar com o meu agente e a IAAF mas sim, proibiram-me de participar nos 400 m. Estou obrigada, é devido às novas regras da IAAF por causa de Caster Semenya”, disse Seyni na zona mista, depois de haver corrido a primeira eliminatória dos 200 metros, distância que não é o seu forte.

Seyni qualificou-se para as meias-finais onde foi quarta com 22,77. Acabou por ser a décima das três séries das meias-finais sendo assim afastada da final.

Deixar Resposta