Nacionais Sub’23 com muitos juniores nos pódios

0
612

Foram uns agradáveis campeonatos nacionais os de sub’23, realizados em Pombal, quanto mais não seja pela juventude nos pódios: apenas sete dos 26 campeões individuais e dez dos 78 atletas que subiram aos pódios deixarão de ser sub’23 em 2020 e cinco dos campeões e 29 dos medalhados (mais de um-terço) ainda são juniores, muitos deles de primeiro ano.

O nível geral dos campeonatos não foi muito elevado: relativamente a 2018, apenas as campeãs estiveram melhores (8-5). Os campeões masculinos e as marcas dos terceiros classificados (eles e elas) “perderam” 6-7. Mas este facto é bem compensado pela idade da generalidade dos atletas que subiram aos pódios.

Registaram-se três recordes nacionais: para além dos excelentes 2,15 m do júnior Gerson Baldé na altura e dos 3.15,33 da equipa sub’23 do Benfica nos 4×400 m, há a registar (e não demos conta deste recorde na crónica de ontem) o recorde nacional júnior da equipa feminina do Sporting de 4×400 m (2ª classificada), com 3.56,10, melhorando os 4.01,75 da equipa do Benfica há uma semana, no Nacional de Juniores.

Registaram-se três recordes dos campeonatos, através de João Coelho nos 400 m (47,48) e das equipas do Benfica campeãs de 4×400 m (eles com 3.15,33; elas com 3.55,90). A estafeta, recorde-se, não se realizava desde 2009, já que foi substituída pelos 4×200 m ao longo de dez anos.

Dos campeões deste ano, apenas Frederico Curvelo (60 m), José Carlos Pinto (800 m) e Oleksandr Lyashchenko (triplo); e Salomé Afonso (800 e 1500 m), Lília Martins (3000 m) e Beatriz Batista (vara) deixarão de ser sub’23 no próximo ano. Ao invés, dos novos campeões, Gerson Baldé (altura), João Pedro Buaró (vara) e André Pimenta (comprimento), além de Sara Moreira (60 bar.), são ainda juniores de 1º ano (!) e Margarida Ferreira (peso) é-o de 2º ano.  Os pódios de comprimento (masc.) e 60 m barreiras e peso (fem.) foram formados apenas por juniores!

Gerson Baldé foi, sem dúvida, a figura principal do campeonato masculino, no qual se distinguiram ainda particularmente o júnior André Pimenta (7,33 no comprimento), Rodolfo Garcia (15,89 no peso), João Coelho (recorde dos campeonatos nos 400 m) e Isaac Nader (títulos nos 1500 e 3000 m). No setor feminino, destaque para Rosalina Santos, campeã de 60 m e comprimento; Salomé Afonso (800 e 1500 m); e Sara Moreira, já a terceira júnior de sempre nos 60 m barreiras, mantendo-se no escalão em 2010.

SUBIDAS NO TOP’10 DE SEMPRE DE SUB’23
Masculinos:
3º Gelson Baldé SCP altura 2,15
9º Rodolfo Garcia SCP peso 15,89
Femininos:
6ª Rosalina Santos SCP 60 m 7,5
8ª Sara Moreira AJS 60 bar. 8,51
10ª Suzana Cruz UCE triplo 12,68
SUBIDAS NO TOP’10 DE SEMPRE DE JUNIORES
Masculinos:
1º Gelson Baldé SCP altura 2,15
4º André Pimenta JV comp. 7,33
Femininos:
3ª Sara Moreira AJS 60 bar. 8,51
7ª Fatumata Diallo COP 400 m 56,58
9ª Juliana Guerreiro SCP 400 m 56,75
9ª Juliana Brites JV triplo 12,38

Deixar Resposta