“Não haverá outro Bolt num futuro próximo”, afirma Sebastian Coe

0
2118

O britânico Sebastian Coe, um dos mais importantes corredores da história e atual presidente da IAAF, afirmou neste domingo que a retirada de Usain Bolt deixa um grande vazio no desporto, tanto pelos seus triunfos como pela sua personalidade.

O jamaicano deixa a lição que “acabou a época dos atletas de talento relativo superprotegidos pelos agentes”, segundo disse Coe numa entrevista ao jornal francês “L’Équipe”.

Na sua opinião, o futuro do atletismo depende neste momento em grande parte da atitude dos atletas: “Devem entender que estamos no negócio do espetáculo”, destacou.

Um negócio em que os espectadores também têm direito a expressar-se, destacou em referência às vaias recebidas pelo americano Justin Gatlin, suspenso duas vezes por doping, tanto nas eliminatórias e final dos 100 metros como na cerimónia de entrega de medalhas neste Mundial de Londres.

“Não condeno essas vaias porque, para mim, a indiferença ou aplausos por cortesia seriam um problema mais grave. A mensagem importante é que ninguém se livra das decisões tomadas, ainda que sejam antigas, quando era jovem e imaturo, e que há consequências”, disse o presidente da IAAF.

 

Deixar Resposta