Nesta Carter esconde o rosto, contesta doping e alega inocência no TAS

0
2183

Defesa do jamaicano tenta reverter perda da medalha da estafeta 4×100 m de Pequim 2008

Nesta Carter é uma figura pública e acostumado aos holofotes ao longo da vitoriosa carreira nas pistas de atletismo. Mas preferiu esconder o rosto ao chegar à sede do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) nesta quarta-feira, em Lausanne, na Suíça, onde recorre da suspensão por doping que levou à perda da medalha de ouro da estafeta 4×100 m da Jamaica nos jogos Olímpicos de Pequim 2008.  E com ele, também Usain Bolt e os restantes companheiros também tiveram que devolver a medalha. Carter contesta o resultado do exame e alega inocência.

À época da competição, Carter não foi apanhado em nenhum exame. O resultado adverso, apontando a presença do estimulante Dimetilamilamina (também conhecido como Metilhexanamina), encontrado em alguns suplementos alimentares e descongestionantes nasais, foi fruto de uma reanálise das amostras olímpicas de Pequim. No total, o Comité Olímpico Internacional (COI) identificou 31 casos positivos.

Nestor CarterA substância integra a lista de proibições da Agência Mundial Antidoping (Wada) desde 2004, sendo reclassificada como substância específica em 2011. A defesa de Carter deve basear-se justamente nesta brecha para fundamentar o recurso. A alegação é que o texto da sessão S6, sobre estimulantes, não se referia à Dimetilamilamina nominalmente. O trecho, segundo a defesa, citava “Tuaminoheptano e outras substâncias com uma estrutura química similar ou efeito (s) biológico (s) similar (es) “.

Bronze nos 100 m do Mundial de 2013, Carter esteve na estafeta 4×100 m, vencedora nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e Londres 2012. Também fez parte do quarteto jamaicano que conquistou quatro medalhas em Mundiais. Na China, ele abriu a estafeta, que contou ainda com Usain Bolt, Asafa Powell e Michael Frater e bateu o recorde mundial da época, com o tempo de 37s10 (a atual melhor marca pertence ao quarteto da Jamaica de Londres).

foto-2-nesta-carterO COI solicitou a devolução das medalhas de Pequim, mas apenas Usain Bolt divulgou publicamente que o fez. Caso o TAS confirme a suspensão a Carter e a perda definitiva da medalha, Trinidad e Tobago será o novo campeão, o Japão, o vice e o Brasil ficrá com o bronze.

 

 

 

Deixar Resposta