Norueguês bate recorde mundial sub 18 e europeu sub 20 da milha no meeting de Eugene

0
2234

Excelente conjunto de resultados em Eugene

A sul-africana Caster Semenya voltou a mostrar a sua superioridade nos 800 m ao terminar em 1.55,92 no segundo dia de provas do meeting de Eugene, melhor marca do ano e melhor marca obtida por uma mulher nos Estados Unidos. A prova teve um elevado nível com Francine Niyonsaba (Burundi) a ser segunda com 1.56,88 e a norte-americana Alee Wilson a completar o pódio em 1.56,85.

Nos 100 m e com um vento favorável de 2,4 m/s, o norte-americano Ronnie Baker venceu em 9,78, com o vice-campeão mundial Christian Coleman a ser segundo em 9,84.

Nos 200 m e com o vento favorável no limite (2 m/s), o norte-americano Noa Lyles venceu em 19,69 s, à frente de Jereem Richards (Trinidad y Tobago) com 20,05 e do canadiano Aaron Brown (20,07).

omar-mcleodNos 100 m barreiras, venceu o jamaicano Omar McLeod em 13,01, seguido do russo Sergey Shubenkov com 13,08 e do norte-americano Devon Allen em 13,13.

No peso, o norte-americano Ryan Crouser obteve a segunda melhor marca do ano com 22,53 m, batendo por 56 centímetros o polaco Michal Haratyk.

Na altura, o qatari Mutaz Barshim venceu com um salto a 2,36.

A campeã olímpica Genzebe Dibaba dominou os 5.000 m em 14.26,89, seguida da sua compatriota Latesenbet Gidey com 14.30,29.

Na vara feminina, venceu a norte-americana Jennifer Suhr com 4,85, a mesma marca da neo-zelandesa Eliza Mccartney.

Nos 1.500 m femininos, a norte-americana Shelby Houlihan impôs-se com 3.59,06 à britânica Laura Muir com 3.59,30.

Ta LouNos 100 m, as atletas da Costa do Marfim ocuparam os dois lugares cimeiros através de Marie-Josée Ta Lou com 10,88 e Muriele Ahouré em 10,90. A jamaicana Elaine Thompson fechou o pódio com 10,98.

Como já referimos anteriormente, Nelson Évora foi 7º no triplo com 16,93, prova que teve como vencedor o norte-americano Christian Paylor com 17,73.

Na última prova, o queniano Timothy Cheruiyot venceu a milha em 3.49,87, seguido do etíope Samuel Tefera com 3.51,26. No quarto posto, ficou o norueguês Jakob Ingebrigtsen que aos 17 anos, terminou em 3.52,28, novo recorde mundial sub-18 e europeu sub-20, melhorando em quase quatro segundos o seu melhor registo na distância.

A Diamond League regressa no próximo dia 31 no Estádio Olímpico de Roma.

 

Deixar Resposta