Oito portugueses abrem Europeu com pódios e finais como objetivos

2
1689

Começa esta sexta-feira, em Glasgow, mais um Europeu (o 36º) de pista coberta, com oito dos 13 portugueses presentes a atuar na primeira jornada, entre os quais os grandes candidatos a medalhas (Nelson Évora e Patrícia Mamona) e a presenças nas finais (Francisco Belo, Tsanko Arnaudov e Susana Costa).

Vejamos o que nos reserva esta jornada inaugural, que se inicia às 10 horas e terá três finais: peso masc. (20.35 h), pentatlo fem. (última prova às 21.15 h) e 3000 m fem. (21.40 h):

11.30 h – peso masc. (qual.): 18 atletas entre os quais Tsanko Arnaudov (com a 6ª marca pessoal – 21,27 – e a 15ª da época – 20,21) e Francisco Belo (com a 7ª marca da época – 20,90). Apurar-se-ão para a final os oito melhores (ou quem passar 20,90).

11.50 h – 1500 m masc. (elim.): 28 atletas em três séries. Emanuel Rolim irá na 2ª série (com o norueguês Jakob Ingebrigtsen) e tem a oitava marca da época (3.43,38) entre os nove concorrentes e Paulo Rosário correrá na 3ª série (onde também estará o polaco Pawel Lewandowski) e tem a sétima marca da época (3.43,37) entre nove concorrentes. Irão à final (no domingo) os dois primeiros de cada uma das três séries e mais três por tempos.

12.00 h – triplo fem. (qual.): 19 atletas, sendo Patrícia Mamona (com a terceira marca da época – 14,44 – recorde pessoal) a quarta a saltar e Susana Costa (7ª marca da época – 14,13) a sétima. Apurar-se-ão para a final, a realizar no domingo (às 10 h da manhã!) as oito primeiras ou quem passar os 14,20. As melhores marcas europeias da época pertencem à alemã Kristin Gierisch (14,59) e à espanhola Ana Peleteiro (14,51), havendo ainda que contar com a grega Paraskevi Papahristou (campeã europeia de ar livre em 2018 e com 14,47 como recorde pessoal), que ainda não competiu esta época.

12.25 h – 400 m fem. (elim.): Como se esperava, Cátia Azevedo optou pelos 400 m em detrimento dos 800 m, cujas eliminatórias também serão pouco mais de uma hora antes. Correrá na pista 4 da 6ª das sete séries (37 concorrentes ao todo), tendo o quarto tempo da época (53,53) e o quarto recorde pessoal (53,13) entre as cinco concorrentes. Apurar-se-ão 18 atletas para as meias-finais, a realizar ao fim da tarde (20.36 h): as duas primeiras de cada série mais os quatro restantes melhores tempos.

20.25 h – Triplo masc. (qual.): 19 atletas, entre os quais Nelson Évora, cujos 16,77 desta época são a quarta marca entre os presentes. Apurar-se-ão os oito primeiros (ou quem atingir 16,70) para a final, a realizar domingo. Ainda nenhum dos inscritos passou esta época os 17 metros, pertencendo as melhores marcas ao finlandês Limo Lipsanen (16,98) e ao francês Yoann Rapinier (16,95). Mas atenção ainda ao alemão Max Hess, com 17,52 como recorde pessoal e 16,74 esta época. Além, claro, de Nelson Évora, campeão de pista coberta em 2015 e 2017 (as duas últimas edições) e de ar livre em 2018, para referir apenas os últimos títulos.

20.35 h – peso masc. (final): possível presença de Francisco Belo e Tsanko Arnaudov, em prova cujo principal favorito é o alemão David Storl (21,88 como recorde pessoal e 21,32 esta época), sem esquecer o polaco Konrad Bukowiecki (22,00 e 20,95, respetivamente) e o checo Tomás Stanek (22,17 e 21,16).

Os restantes cinco atletas nacionais entrarão em ação no segundo dia (sábado), nas eliminatórias: Carlos Nascimento e Ancuiam Lopes (10.25 h) e Lorène Bazolo (11.13 h), nos 60 m; Rasul Dabo (12.02 h) e Olímpia Barbosa (12.35 h), nos 60 m barreiras.

2 Comentários

  1. Não é Pawel Lewandowski, mas sim Marcin Lewandowski. O Marcin Lewandowski vai na 3ª série e o Jakob Ingebrigtsen vai na 2ª série e não o contrário.
    Nos 400m a Cátia Azevedo correrá na pista 4 e não na 6.

Deixar Resposta