Os meus treinos durante a pandemia: Por José Batista

0
295

Na sequência do trabalho sobre os treinos durante a pandemia que iniciámos no dia 5 deste mês, publicamos hoje o depoimento de José Batista.

1 – Idade: 33 anos

2 – Corre há quantos anos? Há 6 anos

3 – Clube: Individual

4 – Como tem procedido desde que foi decretado o estado de emergência até agora? Foi-me impossível continuar os treinos habituais. Quando foi decretado o estado de emergência, estava a meio da preparação para a Maratona de Praga (3 Maio) e devido à minha atividade profissional (Enfermeiro), em articulação com o meu treinador, decidimos suspender os treinos específicos. Inicialmente, reduzimos a carga para 3 treinos/semana mas posteriormente, suspendemos a atividade total. Tive praticamente um mês sem treinar na rua, fazendo apenas treino de força e condição física geral em casa. Regressei aos poucos à rotina de treino no início de Maio, sempre em solitário e procurando horas de menor fluxo de pessoas. Naquele momento, a corrida era mais necessária como alívio ao stress do Hospital do que como treino. Com o alívio das medidas de confinamento decretadas pelo Governo, aos poucos tenho regressado aos treinos normalmente aguardando as novas guidelines quanto às competições.

5 – Tem participado nas Corridas Virtuais? Não

6 – Quando pensa que as provas poderão recomeçar? E em que condições? Desde que sejam cumpridas as normas estipuladas pela DGS, pelas organizações dos eventos desportivos, não vejo qual a diferença para a realização de uma prova de atletismo a nível regional com 300/400 participantes do que um espetáculo musical ou cultural. Os atletas estão desejosos de competir, de facto a Saúde está acima de tudo e o Covid exige-nos respeito e ponderação mas nesta fase, teremos de nos adaptar e reerguer, convivendo diariamente com o Vírus. Sejamos conscientes, sérios e tenhamos uma conduta segura. Acredito que possamos regressar às competições em breve.

Deixar Resposta