Patrícia Mamona iguala recorde nacional do triplo (14,36)

0
1516

Patrícia Mamona igualou este sábado o seu recorde nacional do triplo em pista coberta ao ser terceira no meeting de Karlsruhe (Alemanha), do circuito da IAAF, com 14,36, marca que alcançara pela primeira vez em 2014. Foi no 2º ensaio, numa prova em que obteve sucessivamente 14,07-14,36-nulo-14,00-13,15-13,27. Triunfou a espanhola Ana Peleteiro, uma das suas grandes adversárias no Europeu de Glasgow, dentro de um mês, com 14,51, seguida da venezuelana Yulimar Rojas, com 14,45.

Entretanto, Patrícia Mamona terá companhia no Europeu, pois, no Luxemburgo, Susana Costa ganhou com 13,89, mais quatro centímetros que o mínimo exigido pela Federação. Foi no 6º e último ensaio mas, antes, já havia alcançado os 13,85 no terceiro ensaio. Série completa: 13,52-13,73-13,85-nulo-nulo-13,89. Não teve qualquer réplica, já que a segunda classificada ficou a mais de dois metros (11,75)!

Os restantes portugueses presentes nestes dois meetings foram menos felizes. Em Karlsruhe, Vítor Ricardo Santos foi segundo na série B de 400 metros com 47,82, ainda aquém do mínimo para o Europeu (47,30). Triunfou o alemão Marc Koech, com 47,74. No Luxemburgo, Emanuel Rolim foi 8º nos 1500 m, com 3.45,86, a pouco mais de um segundo do mínimo (3.44,50). Triunfou o argelino Abderrahme Anou, com 3.41,75. Também no Luxemburgo, Tsanko Arnaudov foi segundo no peso, com 19,80, aquém dos 20,21 já conseguidos esta época e que são mínimo para o Europeu. Triunfou o luxemburguês Bob Bertemes, com 20,66.

A um mês do Europeu, são seis os atletas portugueses com mínimo: Carlos Nascimento (60 m), Nelson Évora (triplo), Tsanko Arnaudov (peso), Lorène Bazolo (60 m), Patrícia Mamona (triplo) e Susana Costa (triplo).

Deixar Resposta