Portugal desequilibrado… também no Nacional de Clubes

0
1673

Das 98 equipas (54 masculinas, 44 femininas) que este fim-de-semana, em Pombal, disputarão a fase de apuramento do Nacional de Clubes, nada menos de 54 (mais de metade) pertencem a apenas cinco distritos: Porto (com 16), Lisboa (11), Aveiro (10), Algarve (9) e Santarém (8). Ao invés, há quatro distritos sem qualquer representante (Bragança, Vila Real, Viseu e Portalegre) e três outros (Beja, Évora e Viana do Castelo), com apenas quatro equipas no total (o caso dos Açores, com apenas uma equipa de S. Miguel, é especial dada a distância a percorrer). Ou seja, considerando ainda as oito equipas de Castelo Branco e da Guarda (quatro cada), temos nove distritos do interior com um total de apenas 11 equipas. Tendo em conta apenas o Continente, metade dos distritos (9) têm pouco mais de um-nono das equipas (11 em 90). Das ilhas, estarão sete equipas da Madeira e uma dos Açores (S. Miguel).

O recorde de equipas classificadas foi alcançado em 2017: 86, sendo 49 masculinas e 37 femininas. Dificilmente o recorde será batido. Na época passada, apenas se classificaram 71 equipas.

As provas decorrerão em Pombal na tarde de sábado e na manhã e tarde de domingo, em três grupos: 24 equipas masculinas e 20 femininas na tarde de sábado (incluindo o Sporting); 11+8 na manhã de domingo; e 19+16 na tarde de domingo (incluindo o Benfica). Serão apuradas as oito equipas masculinas e femininas mais pontuadas (no conjunto dos resultados) para a I Divisão e as oito seguintes para a II Divisão, realizando-se estas competições decisivas em Braga, a 16 e 17 de fevereiro. É natural que nesta fase de apuramento já estejam alguns dos primeiros planos nacionais, embora Sporting e Benfica, com as qualificações garantidas, se apresentem sempre algo desfalcados nesta fase.

Deixar Resposta