Portugal mais uma vez em foco entre os juízes internacionais do Mundial

0
568

(Foto de arquivo)

Portugal, com quatro juízes oficiais entre os 30 nomeados, é o segundo país com mais representantes (a seguir à Austrália, que tem cinco) neste setor do Mundial de Doha. São portugueses o juiz de partidas (Luís Figueiredo), um dos três júris de apelo (Samuel Lopes), o chefe dos dez oficiais técnicos internacionais – ITO’s (Jorge Salcedo) e ainda um dos dez juízes de marcha (Luís Dias). Entre os delegados, está ainda Raquel Cavaco Nunes, comissária dos fotógrafos.

Esta forte presença portuguesa é já habitual de há vários anos a esta parte, o que diz bem do prestígio que os principais juízes nacionais de atletismo têm internacionalmente. Nas competições internacionais, a larga maioria dos juízes (exceto na marcha) são do país organizador, mas liderados e supervisionados por juízes internacionais.

Deixar Resposta