Presença modesta no Mundial de Seleções de marcha

0
2441

Voltou a ser modesta a presença portuguesa na 2ª jornada do Campeonato do Mundo de Seleções, que terminou este domingo em Taicang, China. A honrosa exceção do dia terá sido a júnior Maria Bernardo, com um recorde pessoal nos 10 km.

Nos 20 km, João Vieira, aos 42 anos e na sua 11ª presença na competição, foi mais uma vez o melhor atleta nacional, mas desta feita em 35º lugar, com 1h 26m 59s (42.29+44.30 por cada 10 km). Seguiu-se-lhe Miguel Rodrigues, em 41º, com 1.27.47 (43.02+44.45), e Miguel Carvalho, muito longe do que vale, em 69º, com 1.32.41 (44.49+47.52). Mas não desistiu (como aconteceu com 13 dos 97 concorrentes) e Portugal pôde classificar-se coletivamente, sendo 12º entre 14 formações.

Domínio asiático (mais uma vez), com três japoneses e dois chineses entre os sete primeiros. Triunfou o japonês Koki Ikeda (1.21.13), seguido do chinês Kashua Wang (1.21.22) e do italiano Massimo Stano (1.21.33). Vitória coletiva do Japão, com 12 pontos, contra 29 da Itália e 42 da China.

Na prova de 10 km para juniores, destacou-se Maria Bernardo que, para além de ter batido o seu recorde pessoal de 49.56 para 48.50, obteve a melhor classificação nacional (14ª) na história (recente) da competição, embora seja ainda de Ana C. Conceição (15ª em 2008, com 48.11) o melhor tempo. Joana Pontes foi 21ª com 50.50 e Inês Reis, a principal esperança nacional, desistiu aos 7 km, depois de passar aos 5 km apenas em 29º lugar. Triunfou a mexicana Alegna Gonzalez, com 45.08. Coletivamente (apenas contam duas atletas nas provas de juniores), Portugal foi 8º entre apenas 12 equipas classificadas. A China somou mais um título coletivo.

No final, os 12 títulos atribuídos couberam à China (6), Japão (4) e México (2) e mais de metade das 36 medalhas foram ganhas pelas duas potências asiáticas; China (12) e Japão (8)!

 

Deixar Resposta