Presidente da Agência Mundial Antidoping pede apoio dos atletas

0
108

O presidente da Agência Mundial Antidoping (AMA), o polaco Witold Banka, pediu aos desportistas que apoiem a missão da Organização por um desporto limpo, numa carta remetida esta quinta-feira, em que defendeu a transparência e a independência da mesma.

“Animo-os a que falem sobre o Desporto Limpo. Falem forte nos seus países e nas suas modalidades. Critiquem-nos se o merecermos mas apoiem a nossa missão. Por favor, não sejam indiferentes porque, para a AMA, vocês são o mais importante. Para mim, vocês são o mais importante”, escreveu o ex-atleta polaco.

Banka, que preside à AMA desde Janeiro passado e foi ministro dos Desportos do seu país desde 2015, acrescentou ainda: “Não permitirei que a AMA fique presa nestes jogos políticos. O controlo da AMA não está à venda, não interessa com que parte interessada estejamos a tratar. Alguns críticos da AMA alegam uma falta de transparência. Porém, tenho a impressão de que as críticas mais fortes provêm daqueles que lamentavelmente, não são conhecidos por serem particularmente transparentes eles mesmos”.

Banka falou ainda da Rússia. “Isto também se aplica no caso da Agência Antidopagem Russa (RUSADA), que está sendo revisto pelo Tribunal Arbitral Desportivo (TAS) e para o qual, solicitámos uma audiência pública. Esperaria uma transparência semelhante dos nossos críticos. Que publiquem os seus documentos do Governo. Para dizerem ao mundo quem os financiam e quem são os seus membros. Estou seguro de que a comunidade dos atletas também gostaria de sabê-lo”, apontou.

Deixar Resposta