Prevenção e segurança dificultam corridas em França

0
2528

Os últimos ataques terroristas ocorridos em França, continuam a causar o pânico geral no país, particularmente quando se trata de acontecimentos que envolvam grande concentração de pessoas, como é o caso das corridas de estrada, atividade muito popular e tradicional por aquelas paragens, e que envolve normalmente muitos milhares de pessoas, entre público e participantes.

Em função desse estado de espirito, as autoridades passaram a impor aos organizadores um reforço das exigências com as questões de segurança que, na prática se traduzem por um aumento considerável dos orçamentos das provas, o que tem levado à anulação de algumas, por não lhes conseguirem fazer face. As atenções incidem especialmente no reforço da segurança na partida e no condicionamento da circulação de veículos motorizados nas imediações das provas, bem como um aumento da atenção com os cuidados médicos.

O assunto ganhou maiores proporções na sequência de ameaça terrorista dirigida aos organizadores da Meia-maratona de Lille, prova agendada para o primeiro fim-de-semana de Setembro e que acabou por não se realizar, originando um enorme prejuízo, tanto para atletas como para os organizadores, uns porque já tinham as inscrições pagas e outros porque já tinham adquirido todos os materiais relativos à corrida, como t-shirts, medalhas, etc.  Para atenuar as consequências, os organizadores decidiram validar as inscrições para a edição do próximo ano e ofereceram os kits de participação a quem os reclamasse…

Deixar Resposta