Quatro melhores marcas portuguesas de sempre na TCCE

0
1261

Foram quatro as melhores marcas portuguesas na Taça dos Clubes Campeões Europeus, cuja edição deste ano, em Castellón (Espanha), valeu mais dois lugares no pódio às equipas nacionais, embora aquém das expetativas: o Sporting foi segundo no setor feminino, não repetindo os títulos das duas edições anteriores, em 2016 e 2018; e o Benfica, no masculino, foi terceiro, baixando um posto relativamente à época passada.

Pontos altos na atuação das duas equipas foram as melhores marcas alcançadas desde sempre na competição, que já leva realizadas 44 edições masculinas (desde 1976) e 38 femininas (desde 1981). No setor masculino, para além de Leandro Ramos, cujo recorde nacional do dardo (77,52) supera os 72,61 que Tiago Aperta tinha como melhor nesta competição, desde 2013, há a salientar os 57,94 de Francisco Belo no disco, que ultrapassam os 56,54 que Jorge Grave tinha como melhor marca portuguesa da competição desde 1999. No setor feminino, os 14,26 de Patrícia Mamona superam os 14,07 que ela tinha como melhor em 2016, e Jéssica Inchude também melhorou no peso, de 16,66 em 2018 para 16,99. Ao contrário do que foi dito, a marca da equipa do Sporting nos 4×400 m (3.34,29) não é a melhor de sempre: precisamente a mesma equipa (e pela mesma ordem) fez 3.32,62 há um ano. Mas a marca não pode ser considerada recorde nacional pois a equipa tem uma atleta estrangeira (Noeli Yarigo).

Outras curiosidades:

– Patrícia Mamona competiu pela 7ª vez no triplo e já leva cinco vitórias consecutivas;

– Cátia Azevedo já tem 14 provas disputadas (só este ano foram três): 7 nos 4×400 m, 6 nos 400 m e 1 nos 4×100 m. Mas ainda está longe das 31 provas de Lucrécia Jardim…

– Irina Rodrigues fez a sua 12ª prova, sendo 9 no disco (igualou Teresa Machado) e 3 no peso;

– Vânia Silva já vai em 10 presenças na competição, sempre no martelo;

– No setor masculino, o destaque vai para as sextas presenças de Diogo Ferreira na vara e de Marcos Chuva no comprimento, este repetindo o triunfo de 2014. Francis Obikwelu, com 40 provas nos 100 m (14), 200 m (13) e 4×100 m (13) detém o recorde de presenças e por larga margem.

Ver dados mais completos em http://atletismo-estatistica.pt/tacas-dos-clubes-campeoes-europeus/pista-tcce/

Deixar Resposta