Quatro portuguesas no top’8 do Europeu de Sub’23

0
1043

(Foto arquivo)

Ao contrário das outras jornadas, o quarto e  último dia do Europeu de Sub’23, que este domingo terminou em Gavle (Suécia), foi positivo para as cores nacionais, com quatro atletas (todas femininas) a conseguirem classificações entre os 5º e 8º lugares: Salomé Afonso foi 5ª nos 1500 m, Patrícia Silva foi 6ª nos 1500 m, Cláudia Ferreira foi 6ª no dardo e Jéssica Barreira foi 8ª no comprimento.

As maiores expetativas estavam nos 1500 m, prova que foi muito lenta de início (2.32,54 aos 800 m…), com as duas atletas nacionais bem colocadas, e com uma parte final muito rápida. Ganhou a britânica Jemma Reekie, em 4.22,81, e Salomé Afonso foi 5ª com 4.25,78 e Patrícia Silva 6ª com 4.26,06.

No dardo, Cláudia Ferreira voltou a passar os 50 metros e por duas vezes: 50,29 no 3º ensaio, garantindo-lhe um lugar entre as oito primeiras e três ensaios suplementares; 51,27 no último, subindo à sexta posição. Se tivesse repetido os 52,27 da qualificação teria sido quarta! Triunfou a alemã Annika Fuchs, com 63,68.

No comprimento, Jéssica Barreira repetiu os 6,10 da qualificação, marca que lhe valeu o 8º lugar. Começou bem, com 6,03 (v:+2,3) no 1º ensaio e 6,10 (v:+1,0) no 2º, mas depois não voltou a atingir os seis metros e terminou na oitava posição. Triunfou a francesa Hilary Kpatcha, com 6,73.

De manhã, a seleção masculina de 4×100 m não esteve feliz, não concluindo a eliminatória, e nos 20 km marcha apenas Carolina Costa esteve ao seu nível, concluindo na 11ª posição, com 1h 41m 41s, a sete segundos do recorde pessoal. Maria Bernardo foi desclassificada (seguia em 15ª aos 11 km) e Andreia Sousa foi 19ª (última) com 1.50.18.

Na última jornada, disputaram-se 19 finais, destacando-se as melhores marcas mundiais do ano em sub’23 conseguidas pelo turco Necati Er no triplo (17,37), pelo esloveno Kristjan Ceh no disco (63,82) e pelas seleções de 4×100 m da Alemanha (43,45) e de 4×400 m da Alemanha (3.03,92) e Polónia (3.32,56). O francês Wifried Happio conseguiu a melhor marca europeia sub’23 do ano nos 400 m barreiras (49,03) e a suíça Angelica Moser conseguiu-a na vara (4,56).

Eis os campeões:

Masculinos:

800 m – Mateusz Borkowski POL 1.48,75

3000 obst. – Frederick Ruppert ALE 8.44,49

400 bar. – Wifried Happio FRA 49,03

Altura – Maksim Niedasekau BLR 2,29

Triplo – Necati Er TUR 17,37 (+1,1)

Disco – Kristjan Ceh SLO 63,82

Decatlo – Niklas Kaul ALE 8572      RC

20 km M – Vasiliy Mizinov RUS 1.21.29

4×100 m – Alemanha 39,22

4×400 m – Alemanha 3.03,92

Femininos:

1500 m – Jemma Reekie GBR 4.22,81

5000 m – Anna Moller DIN 15.07,70

400 bar. – Paulien Couckuyt BEL 56,17

Vara – Angelica Moser SUI 4,56

Comprimento – Hilary Kpatcha FRA 6,73 (+0,5)

Dardo – Annika Fuchs ALE 63,68

20 km M – Ayse Tekdal TUR 1.34.47

4×100 m – Alemanha 43,45

4×400 m – Polónia 3.32,56

A Alemanha liderou o medalheiro, com 9 títulos e um total de 20 medalhas. A Polónia conseguiu 6 títulos e 11 medalhas, a França 5 títulos e 17 medalhas e a Grã-Bretanha 3 títulos e 14 medalhas. Houve 28 países medalhados. Portugal ficou sem medalhas pela terceira vez consecutiva…

 

Deixar Resposta