Queniano Kipyegon Bett, de medalhado em Londres a suspensão por doping

0
1611

O queniano Kipyegon Bett acusou agora EPO, depois de já ter sido suspenso provisoriamente por 12 meses por se negar a realizar o exame há cerca de duas semanas.

Em 2017, o queniano de 20 anos, foi terceiro na final dos 800 metros do Campeonato Mundial de Atletismo que se disputou em Londres.

Caso se confirme, Kipyegon Bett pode apanhar uma pena de suspensão de quatro anos e entrar para uma lista crescente de atletas quenianos suspensos este ano por doping.

Ruth Jebet, campeã olímpica no Rio de Janeiro em 2016, e o ex-campeão olímpico e tricampeão mundial nos 1500 m, Asbel Kiprop e ainda Samuel Kalalei, foram suspensos depois das suas amostras acusarem EPO. Kiprop negou as irregularidades.

Outros atletas do Quénia que falharam nos testes antidoping são: a vencedora da maratona olímpica de 2016, Jemima Sumgong, e a ex-vencedora da maratona de Boston, Rita Jeptoo.

 

Deixar Resposta