Recorde júnior e mais quatro vitórias no torneio internacional de lançamentos

0
2014

Emanuel Sousa bateu novamente, este sábado, o recorde nacional júnior do lançamento do disco (59,88); Eliana Bandeira é já a terceira portuguesa de sempre no peso (16,29); Leandro Ramos, perto dos 70 m no dardo (69,83), Edujose Lima, com 56,19 no disco, e Ruben Antunes, com 68,99 no martelo/6 kg também ganharam no Torneio Internacional de Lançamentos realizado em Almada com a presença das seleções de Portugal, Espanha, Dinamarca e Gales, esta extra-concurso. Só contavam um atleta de cada país por prova e, no final, ganhou a Dinamarca, com 40 pontos, seguida de Portugal bem perto (38 pontos) e da Espanha (34).

Emanuel Sousa voltou a bater o recorde nacional júnior do disco/1,750 kg, que pertencia a António Vital Silva, com 59,19, e ele já melhorara, há precisamente um mês, para 59,29. Lançou agora 59,88, ganhando a prova. E, depois, bateu também o seu recorde pessoal no peso/6kg, sendo 3º com 16,77.

Outra figura em foco na seleção portuguesa foi Eliana Bandeira, atleta de origem brasileira que há três dias lançara 15,99 e melhorou agora para 16,29 no peso, tornando-se a terceira portuguesa de sempre, a seguir à atual recordista Jéssica Inchude e à antiga, Teresa Machado. Entretanto, o júnior Leandro Ramos conseguiu a sua terceira marca de sempre no dardo, bem perto dos 70 metros (69,83), sendo um dos três juniores vencedores, em quatro provas.

De entre os portugueses não vencedores, destaque para os recordes pessoais do sub’23 Décio Andrade, com 65,76 no martelo, e dos juniores Ilírio Nazaré, com 57,95 no dardo; Inês Carreira, com 12,51 no peso; Ivanilda Semedo, com 41,98, e Ana Beatriz Gomes, ambas com 41,81 no disco.

Eis os vencedores e os portugueses:

SUB’23 (MASCULINOS)
Provas Vencedores Portugueses
Peso Kristoffer Thomsen DIN 18,94 3º Otoniel Badjana 15,77
4º Daniel Santiago 14,94
Disco Edujose Lima POR 56,19 (2º José Hernandez ESP 55,92)
6º Mykyta Sudasov 47,28
Martelo Jac Palmer GAL 68,23 2º Décio Andrade 65,76
3º Miguel Carreira 65,20
Dardo Manu Quijera ESP 74,62 4º Joshua Egbeama 59,36
6º Tiago Pires 56,33
JUNIORES (MASCULINOS)
Provas Vencedores Portugueses
Peso/6 kg Casper Jargensen DIN 17,64 3º Emanuel Sousa 16,77
6º Rodolfo Garcia 15,23
Disco/1,75k Emanuel Sousa POR 59,88 (2º Casper Jorgensen DIN 58,99)
6º Rodolfo Garcia 42,17
Martelo/6kg Ruben Antunes POR 68,99 (2º Aimar Genis ESP 65,09)
4º Bernardo Oliveira 53,66
Dardo Leandro Ramos POR 69,83 (2º Tom Hewson GAL 61,41)
4º Ilírio Nazaré 57,95
SUB’23 (FEMININOS)
Provas Vencedores Portugueses
Peso Eliana Bandeira POR 16,29 (2ª Judit Parts ESP 13,88)
5ª Ophélie Oliveira 12,76
Disco Lisa Pedersen DIN 52,02 2ª Ophélie Oliveira 48,53
4ª Eliana Bandeira 46,43
Martelo Natalia Redondo ESP 50,58 4ª Rafaela Moutinho 45,54
5ª Catarina Abreu 41,93
Dardo Leire Gorritzategi ESP 42,52 2ª Sara Firmino 39,92
JUNIORES (FEMININOS)
Provas Vencedores Portugueses
Peso Thea Jensen DIN 14,34 5ª Inês Carreira 12,51
6ª Ana Beatriz Gomes 11,53
Disco Annesofie Nielsen DIN 47,83 4ªIvanilda Lopes 41,98
5ª Ana Beatriz Lopes 41,81
Martelo Lise Lotte Jepsen DIN 56,81 6ª Cecília Rebocho 46,87
7ª Ângela Silva 44,36
Dardo Anne Lange DIN 44,33 4ª Ângela Costa 34,97
5ª Inês Carreira 28,61

13 vitórias e um recorde no Ibérico de Juvenis

Entretanto, em Abrantes, Portugal conseguiu 13 triunfos no encontro de juvenis com Espanha, precisamente um-terço das provas realizadas. concluído com uma pontuação de 216-152 favorável aos nossos vizinhos. Há um ano, em Ávila, no recomeço desses encontros ibéricos, o resultado foi de 222-152, com 29 vitórias individuais espanholas contra 10 portuguesas.

Para além das vitórias, há a assinalar o recorde nacional na estafeta de 4×100 m masculina e numerosos recordes pessoais, a confirmar a utilidade destes encontros. Só foi pena o excessivo vento verificado, que impediu a homologação de mais alguns recordes pessoais.

Destaque para o recorde nacional conseguido (com vitória) nos 4×100 m. A equipa, formada por David Martinho, Rui Corvelo, Gonçalo Gonçalves e João Manero, gastou 42,20, melhorando os 42,49 que vinham de 2005. A seleção feminina fez 46,77, bem menos que o recorde nacional de 47,46 em 2009, mas a equipa integrou a ainda belga Delphine Nkansa. Portugal ganhou ainda a estafeta mista de 4×400 m, com 3.34,95.

Eis as restantes vitórias portuguesas:

Masculinos:

100 m – Tomás Gonçalves                 10,87 (v:+2,0)

400 m – Leandro Fevereiro                50,10

800 m – João Peixoto                         1.57,31

2000 ob. – Etson Barros                    6.02,75

Vara – João Buaró                             4,80

Triplo – Diogo Saldanha                    14,20 (v:+1,9)

Femininos:

100 m – Delphine Nkansa                  11,71 (v:+3,2)

400 bar. – Juliana Guerreiro               61,50

Triplo – Eduarda Ferreira                   12,39 (v:+3,5)

Disco – Eva Gonçalves                      40,05

… E os recordes pessoais:

Masculinos:

100 m – 1º Tomás Gonçalves             10,87 (v:+2,0)

2º David Martinho               10,88 (v:+2,0)

3º Rui Curvelo                     11,06 (v:+2,0)

3000 ob. – 3º (ex) Samuel Rios          6.12,13

Vara –  1º João Pedro Buaró              4,80

4º Diogo Martins                  3,95

Triplo – 1º Diogo Saldanha                14,20 (v:+1,9)

Disco – 4º Tomás Coelho                   46,42

Dardo – 3º Moisés Faria                    54,78

4º Pedro Sousa                    51,32

5000 m M – 3º João Bernardo           22.43,32

Femininos:

Altura – 2ª Ana Leite                         1,66

Vara – 3ª Carlota Gonçalves              3,00

Comp. – 2ª Sara Moreira                    5,64 (v:+2,0)

Peso – 2ª Carolina Fernandes             13,88

4ª Débora Quaresma              13,41

Dardo – 2ª Bárbara Bica                    45,60

Mais algumas marcas seriam recordes pessoais, não fora o vento em excesso. É o caso, nos 200 m, dos 22,09 de Tomás Gonçalves (v:+2.5) e dos 24,15 de Beatriz Andrade (v:+3,5) e, nos 100 m barreiras, os 13,93 de Sara Moreira (v:+4,8).

 

 

 

 

Deixar Resposta