Refugiado em Dakar, Papa Massata Diack nega acusações feitas pela justiça francesa

0
458

Suspeito de estar envolvido no sistema de corrupção para encobrir os casos de doping dos atletas russos, Papa Massata Diack, contestou as acusações numa audição em Dakar.

O senegalês, filho do ex-presidente da IAAF Lamine Diack, foi ouvido na terça-feira por um juiz de instrução na capital do seu país. Na IAAF, ele era conselheiro encarregado do dossier do marketing que envolvia enormes verbas. Mas nesta terça-feira, ele negou a acusações contra ele. Ele é acusado de branqueamento em bando organizado, corrupção ativa e cumplicidade em corrupção passiva. Refugiado em Dakar, Massata Diack nunca foi interrogado pela justiça francesa que emitiu um mandato de captura contra ele. As autoridades senegalesas já declararam que ele não será extraditado.

Já o seu pai Lamine Diack tem o seu processo previsto em Paris entre 13 e 23 de Janeiro do próximo ano. Presidente da IAAF entre 1999 e 2015, deverá responder diante do tribunal correcional por corrupção ativa e passiva, abuso de confiança e branqueamento em bando organizado.

Deixar Resposta