Remédio para dores nas costas: 3 formas caseiras de tratamento

0
306

Se existe algo democrático neste mundo é a dor nas costas: 85% das pessoas vão senti-la pelo menos uma vez na vida, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Os motivos são bem variados. Existe uma certa predisposição genética, mas a idade, o excesso de peso, a má postura, esforços repetitivos e sedentarismo também influenciam.

É possível encontrar diversas opções de remédios para a dor nas costas, mas eles devem ser usados somente com orientação médica. Para evitar os problemas da automedicação, soluções caseiras podem ajudar a aliviar os sintomas.

Remédios caseiros para dor nas costas

Antes de iniciar o tratamento em casa, é preciso que a pessoa tenha um diagnóstico médico da causa real da dor e, assim, descartar a possibilidade de um problema mais sério.

Confira as soluções caseiras para casos de contratura muscular, ou seja, quando o músculo contrai de maneira incorreta.

Relaxamento com compressas quentes

dor-costas-compressaAs medidas térmicas são o primeiro passo para o tratamento da dor nas costas em casa. Quando a pessoa tem uma contratura muscular é indicado fazer um relaxamento com compressas quentes.

A compressa quente é eficiente, pois o calor relaxa os músculos e ativa a circulação sanguínea na região, diminuindo a dor. Pode usar um saco de água quente ou toalha húmida aquecida na região dolorida durante 15 a 20 minutos. Tomar um banho de água quente, deixando a água cair diretamente no local da dor, também pode ajudar.

Massagens com anti-inflamatórios e analgésicos naturais

dor-costas-massagemOutro tipo de remédio para a dor nas costas é o anti-inflamatórioe/ou analgésico natural. O ideal é fazer massagens, por exemplo com arnica (planta medicinal), que ajuda a relaxar os músculos.

O medicamento usado deve ser em pomada ou gel. Aplique na região afetada e faça massagens relaxantes com movimentos circulares até sentir alívio da dor.

Exercícios para o fortalecimento do core

Ao invés do alongamento, são os exercícios de fortalecimento do core que são eficientes para o tratamento da dor nas costas. Esse tipo de exercício também é chamado de fortalecimento do eixo do corpo.

Alongamento não é tratamento, a pessoa deve manter-se alongada sempre. Tem que ser automático, como tomar banho e escovar os dentes, ele deve fazer parte da rotina das pessoas.

Além disso, não existe comprovação científica de que o encurtamento muscular cause dor nas costas.

A única comprovação científica que existe é que o enfraquecimento muscular piora as dores lombares. Então faz parte do tratamento fazer fortalecimento e não alongamento.

De qualquer forma, o alongamento não está contraindicado e todos os tipos de exercícios devem ser feitos somente quando a pessoa não está mais na crise de dor aguda.

Depois de passar a crise de inflamação, faz-se o fortalecimento bem específico da região do core, que é um trabalho da musculatura lombar e fundamentalmente do abdómen. Tudo é um eixo de 360 graus, não adianta só fortalecer a coluna, se também não fortalece o abdómen.

Pilates, por exemplo, é um conjunto de exercícios muito eficiente para o fortalecimento da musculatura abdominal e para o alinhamento postural. Ele ajuda a prevenir lesões e proporciona alívio de dores crônicas, mas deve ser feito com o auxílio de um profissional.

Eis dois exercícios básicos de fortalecimento do core que pode fazer em casa:

Prancha abdominal

dor-costas-pranchaA prancha atua tanto na estabilização, como no fortalecimento do core, pois trabalha grande parte dos grupos musculares desta região. Ela ajuda a prevenir e a reabilitar lesões na coluna.

Como fazer: Deite-se de bruços e apoie o antebraço no chão, formando um ângulo de 90 graus com os cotovelos. Mantenha as pernas esticadas, unidas e apoiadas nos dedos dos pés. Contraia os músculos do abdómen e fique parado nessa posição, com o corpo ereto, respirando de forma gradual. Faça entre duas a três séries, durante 10 a 15 segundos, cada uma.

Elevação pélvica

dor-costas-elevacaoTambém chamada de ponte, este exercício foca nos músculos paravertebrais, que são de grande importância para o fortalecimento do core. Ele ainda ajuda na manutenção da postura adequada.

Como fazer: Deite-se de barriga para cima com os braços alongados ao lado do corpo. Mantenha as pernas afastadas na largura do quadril, flexione os joelhos e apoie a sola dos pés no chão. Contraia o abdómen e os glúteos e depois eleve o quadril até formar uma linha reta dos ombros aos joelhos. Retorne ao chão. Faça duas a três séries, durante 10 a 15 segundos, cada uma.

Atenção! Não esqueça de sempre consultar o seu ortopedista antes de fazer qualquer tipo de exercício, especialmente se estiver com dores. Ele também pode orientá-lo sobre outras opções de exercício de fortalecimento do core para fazer em casa.

Tipos e causas de dores nas costas

dores-nas-costas-causasAs principais causas de dor nas costas, são: excesso de peso, fraqueza muscular, má postura, pegar em pesos de forma errada e exagerar nas atividades físicas e sem orientação. As causas musculares são as mais frequentes.

A causa mais comum são aquelas contraturas musculares que acontecem desde a cervical até à lombar. A cervical normalmente é tensional, mas a lombar e a torácica têm muita causa mecânica.

Em relação à duração, a lombalgia pode ser classificada em aguda, quando dura menos de quatro semanas; subaguda, quando dura entre 4 a 12 semanas; ou crónica, quando permanece por mais de 12 semanas.

Além disso, a dor nas costas é dividida em dois tipos: os macrotraumas, que são as lesões maiores; e os microtraumas, que são as lesões que se formam aos poucos durante a nossa rotina.

Os macrotraumas, normalmente, são causados por quedas ou por peso e esforço excessivo. Neste caso, pode acontecer um estiramento da musculatura paravertebral, uma fratura e até uma lesão discal ou de ligamentos. Já os microtraumas, geralmente, são: fraqueza muscular, ficar muitas horas numa má posição e traumas repetitivos. Tudo o que causa uma sobrecarga no músculo.

A dor nas costas também pode ser um sintoma de outras doenças mais sérias, como tumores específicos da coluna, incluindo o cancro e as doenças reumatológicas.

Existem ainda doenças do sistema nervoso central, como por exemplo a meningite, que acaba afetando a coluna, gerando dor. Os problemas renais também, muitas pessoas que sofrem com dores nos rins, confundem com a dor nas costas.

Cuidados e prevenção

O principal cuidado de quem tem dor nas costas é mudar os hábitos que causam essa dor. Se a pessoa pegou em pesos de maneira errada, ela tem de corrigir a forma de pegar no peso. Se a pessoa dorme de maneira errada, senta-se no trabalho de maneira errada ou está muito stressada, tudo isso, ela tem que corrigir.

E para prevenir a dor nas costas, basta manter uma vida saudável e trabalhar a força muscular.

A melhor forma de prevenir a dor nas costas é estar em forma, ter fortalecimento muscular, evitar pegar em pesos excessivos, manter uma alimentação saudável e sempre fazer um check up médico para ver se não está com nenhuma doença que pode gerar essas dores.

Artigo da ortopedista brasileira Ana Paula Simões

 

Deixar Resposta