Rosa Mota estreia-se com ouro no corta-mato do Europeu de Veteranos em dia de mais cinco títulos lusos

0
1015

 Rosa Mota ganhou este domingo a sua primeira prova do Campeonato da Europa de Veteranos, em Veneza: o corta-mato do escalão F60 anos. Percorreu os 4 km do percurso em 15m 14s, derrotando uma atleta irlandesa por 12 segundos. Longe (1m 10s) ficou a terceira classificada, uma italiana. Rosa Mota, que aparece inscrita como Correia dos Santos Mota (para disfarçar?…), foi quarta na geral, a seguir a três atletas F55, já que a prova foi realizada conjuntamente entre todos os escalões a partir dos 55 anos.

Mas o dia foi repleto de êxitos nacionais, com cinco medalhas de ouro e mais três de prata e outra de bronze já conquistadas.

Bernardino Pereira, o atleta português que é dos mais velhos da comitiva nacional (M80) e que já ganhara ontem uma medalha de prata nos 1500 m, deixou esta manhã o seu (único) adversário do escalão, um espanhol, a quase 18 minutos (48.24,61 contra 1.06.06,08) nos 10000 m. A prova foi conjunta para todos os veteranos acima dos 75 anos e Bernardino Pereira foi segundo, apenas batido por um dos sete atletas deste escalão mais jovem que participaram. Esta foi a sua 29ª medalha em Europeus e Mundiais. 

A terceira medalha de ouro do dia foi conseguida por Nelson Oliveira (M35), que confirmou o seu título mundial de 10 km estrada do ano passado, ganhando agora o título europeu de pista dos 10000 m, com 32.32,53, com uma vantagem de 14 segundos sobre um espanhol que foi segundo. Registe-se que Nelson Oliveira já tem este ano um tempo de 31.10,97, no Nacional de Veteranos. Ainda nos 10000 m, Davide Figueiredo foi segundo no escalão M45, com 32.37,75, a cerca de dez segundos do norueguês vencedor e com quase minuto e meio de vantagem sobre o terceiro classificado.

Curiosamente, o irmão de Davide Figueiredo, Joaquim Figueiredo, foi o campeão (individual e coletivo) no corta-mato do escalão M50. Deixou o segundo, um italiano, a oito segundos (12.19 contra 12.27 em 4 km), e coletivamente, com a equipa a ser completada por António Costa, medalha de bronze (12.37), e Domingos Barros, quinto (12.48), Portugal somou 37m 44s, contra 38.21 da Itália e 39.57 da Espanha. No escalão M60, Licínio Pereira foi segundo, com 13.37, a 13 segundos do sueco vencedor. 

Finalmente, Susana Estriga conquistou a medalha de prata no heptatlo (F40), com 4806 pontos, a 44 pontos da sueca campeã (4850 p.) e com larga vantagem sobre a terceira, uma alemã que somou 4490 pontos. Na jornada de hoje obteve 4,76 no comprimento, 28,19 no dardo e 2.29,88 nos 800 m.

Ao fim de quatro dias, Portugal já soma 20 medalhas neste Europeu, das quais 10 de ouro, 8 de prata e 2 de bronze. Eis a lista atualizada:

OURO (10)

M35    Nelson Oliveira    10000 m    32.32,53

M45    Ricardo Lemos    100 m    11,79

M50    Joaquim Figueiredo    corta-mato    12.19

M50    Seleção    corta-mato    37.44

    (Joaquim Figueiredo, António Costa, Domingos Barros)

M80    Bernardino Pereira    10000 m    48.24,61

F35    Vânia Silva    martelo/4    60,27

F35    Vânia Silva    martelão    18,62

F55    Céu Cunha    peso/3    11,97

F60    Rosa Mota    corta-mato    15.14

F65    Orlete Mendes    5000 m M    30.59,49

PRATA (8)

M45    Selwin Wever    100 m    11,83

M45    Davide Figueiredo    10000 m    32.37,75

M50    Serafim Gadelho    400 bar.    60,63

M60    Licínio Pereira    corta-mato    13.37

M80    Bernardino Pereira    1500 m    6.23,64

M80    Péricles Pinto    M80    7,42

F40    Susana Estriga    heptatlo    4806

F55    Teresa Mendes    5000 m M    32.11,56

BRONZE (2)

M50    António Costa    corta-mato    12.37

M80    Elvino Cruz    martelo/3    25,39

 

Deixar Resposta