Rússia cumpriu segunda condição da World Athletics para evitar a sua exclusão

0
151

A Federação Russa de Atletismo (Rusaf) cumpriu a segunda condição que lhe tinha sido fixada pela World Athletics pra evitar a sua exclusão. Depois de ter pago uma multa de mais de cinco milhões de euros, a Rusaf fez chegar ao grupo de trabalho da World Athletics um primeiro esboço de um plano de reorganização, como lhe havia exigido em 30 de Julho último, o Conselho da World Athletics presidido por Sebastian Coe.

Se este documento não chegasse até ontem, 31 de Agosto, a Federação russa teria sido excluída da World Athletics. A Rusaf está suspensa desde 13 de Novembro de 2015.

Os atletas russos continuam impedidos de competir a nível internacional

Um porta-voz da World Athletics confirmou ontem ter recebido o documento. “O grupo de trabalho (presidido pelo norueguês Rune Andersen) vai agora estudar o texto e informar a federação russa dos melhoramentos que ele necessite e que deverão ser incorporados no relatório final até 30 de Setembro”, acrescentou ele.

O envio deste documento não muda nada quando aos atletas russos que continuam proibidos de competir internacionalmente.

Deixar Resposta